Segurança

Acusado de aplicar golpe da casa própria na região é preso

O caso é investigado há mais de um ano. Somente em um inquérito, há 12 vítimas

O sonho da casa própria virou pesadelo. Um homem de 42 anos foi preso preventivamente pela Polícia Civil acusado de vender imóveis, receber boa parte do pagamento e não concluir as obras. A sede da empresa está localizada na entrada de Capivari de Baixo, mas o golpe era aplicado em toda a região.

O caso é investigado há mais de um ano pelo delegado de Capivari de Baixo, José David Machado. “O acusado, conhecido como Alemão da Lenha, chega a começar as casas, recebe boa parte do valor combinado, mas não termina as obras e fica enrolando os clientes com desculpas. Ela faz ampla divulgação da madeireira dele, inclusive com outdoor, e consegue atrair muitas pessoas”, aponta o delegado José David.

Somente em um inquérito, há 12 vítimas. “Foi com este inquérito que pedimos a prisão dele, que foi decretada e cumprida hoje (ontem). Há mais vítimas em outros inquéritos. Além disso, com a divulgação, acredito que mais pessoas irão nos procurar, relatando que estão passando pelo mesmo problema”, acredita José David.

Segundo Diário do Sul, após ser apresentado na delegacia, o empresário de Capivari de Baixo foi encaminhado para o Presídio Regional de Tubarão, onde permanecerá à disposição da Justiça.  

Notícias Relacionadas

Ano letivo inicia com procura intensa pelo Ensino Médio e Técnico em conjunto, na SATC de Orleans

Pais de toda a região buscam na instituição, o diferencial na formação educacional de seus filhos.

Jovem de 23 anos é preso por tráfico de drogas em São Ludgero

Em ação conjunta da Polícia Civil e Militar, foram encontrados ainda 85 comprimidos de ecstasy

Caminhoneiro embriagado colide contra dois carros e foge da polícia em Orleans

Motorista seguiu dirigindo ainda por aproximadamente 3 km, até acatar a ordem de parada da Polícia Militar.

Motorista é flagrado dirigindo embriagado na SC-370, em Braço do Norte

Polícia ordenou parada, mas motorista desrespeitou.