O Pensar Político – Conexão Capital

Dilema Progressista

O analista político e colunista Vilmar Dal Bó comenta sobre a mobilização em torno da pré-candidatura do ex-governador Esperidião Amim e as coligações pelo Estado

Foto: Divulgação

Enquanto cúpulas partidárias fazem alquimia para articular em um mesmo projeto PSD, PP, PSDB e PSB, lideranças comunitárias, filiados e simpatizantes do Partido Progressista criaram grupos de Whatsapp para incentivar a pré-candidatura do ex-governador Esperidião Amin (PP).

Já são mais de três grupos intitulados – Grupo de Trabalho: Santa Catarina quer Esperidião Amin Governador – com aproximadamente 250 pessoas em cada grupo. Sem falar em grupos independentes, como: Volta PP, Quero AMIN, EUSOU11. Participam dos grupos pessoas de todas as regiões do estado.

Segundo os administradores, os grupos nascem das bases progressistas para legitimar a pré-candidatura de Esperidião Amin que lidera a intenção de votos em praticamente todas as pesquisas. Porém, a ala resistente à candidatura do ex-governador ressalta que o movimento é, senão, a justa expressão de um “teto” já fidelizado. Em contrapartida, os pró-Amin, rebatem: “Em tempo de descrédito com a classe política, “teto” não é sinal de limite e nem de restrição, mas de patrimônio, respaldo e confiança.” Ou seja, a possibilidade real de chegada.

Matemática das coligações

Toda coligação deve nascer comprometida com o fim último da política e do Estado: promover o bem comum. Mas, nem sempre é assim. Muitas vezes o que prevalece é o cálculo da legenda e o medo de encolher. Há partidos que ao longo dos tempos viram drasticamente reduzir as suas bancadas.

Rivalidade como fomento

É inevitável não admitir que a força que move as eleições em alguns municípios é a rivalidade histórica. Eleições sem disputas entre o PMDB e o PP é “eleição morna”.

Bandeiras

Se existe algo que irrita um emedebista é questionar a descentralização. Se existe algo que irrita um progressista é menosprezar a força do Casal Amin.

Algo em comum

O grande orgulho da base do PMDB foi o ex-governo de Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e a descentralização administrativa. O grande orgulho das bases progressista é o ex-governador Esperidião Amin e seus governos considerados “O Bom Exemplo”.

Conexão Capital

Governo do Estado e da Assembleia Legislativa voltarão a ser conduzidos pelo PMDB.

Notícias Relacionadas

Colombo anuncia transição de cargo para vice e renúncia para concorrer ao Senado em abril

Governador detalha os planos políticos e a sucessão do Estado para Eduardo Pinho Moreira.

MPSC denuncia servidoras que se candidataram apenas para usufruir de licença remunerada

Elas foram candidatas a vereador no Município de Ermo em 2016, mas não disputaram efetivamente a eleição. Uma delas obteve apenas um voto e a outra nenhum.

Homenagens marcam comemoração dos 30 anos do Lions Clube em Cocal do Sul

Evento realizado no Auditório do Instituto Maximiliano Gaidzinski (IMG) reuniu lideranças, entidades, além de representantes do clube de cidades da região

PSD, PP e PSB