Política

OAB/SC emite nota pública sobre fatos envolvendo Michel Temer

A diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina – OAB/SC emitiu, na tarde desta quinta-feira (18), uma nota pública se manifestando sobre a delação dos donos do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista, e gravação de conversa que revela presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, após ele ter sido preso na operação Lava Jato.

Veja abaixo o documento na íntegra:

“Nota Pública

Diante dos graves fatos que vieram a público nas últimas horas envolvendo diretamente o presidente da República, a OAB/SC vem a público informar o que segue:

1) Que a instituição já havia recomendado, em março de 2016, a deflagração de processo de impedimento tanto em face da então presidente Dilma, como de seu vice Michel Temer.

2) Confirmados os novos indícios noticiados, o presidente Michel Temer deve renunciar imediatamente ao mandato, sob pena de instauração de um novo processo de impeachment que certamente aprofundará ainda mais a crise política e econômica, trazendo graves prejuízos à população brasileira.

3) Todas as gravações e demais provas que integram esta operação devem ser tornadas públicas imediatamente para que, respeitando o direito ao contraditório, seja possível fazer um julgamento dos fatos.

4) A Constituição da Republica deve ser cumprida à risca, a fim de evitar casuísmos que possam aprofundar ainda mais a crise política no Brasil.

Diretoria OAB/SC”

Notícias Relacionadas

Sul do Estado se desloca com 16 ônibus para ato convocado em Brasília

Movimento sindical organiza ato contra Michel Temer na Praça Nereu Ramos

Em reunião com Michel Temer, Fiesc propõe ações prioritárias

Documento contempla proposições nas áreas de infraestrutura de transporte, energia, relações trabalhistas e desenvolvimento industrial.

Movimento sindical organiza greve geral contra reformas propostas pelo governo Michel Temer