Política

OAB/SC emite nota pública sobre fatos envolvendo Michel Temer

A diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina – OAB/SC emitiu, na tarde desta quinta-feira (18), uma nota pública se manifestando sobre a delação dos donos do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista, e gravação de conversa que revela presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, após ele ter sido preso na operação Lava Jato.

Veja abaixo o documento na íntegra:

“Nota Pública

Diante dos graves fatos que vieram a público nas últimas horas envolvendo diretamente o presidente da República, a OAB/SC vem a público informar o que segue:

1) Que a instituição já havia recomendado, em março de 2016, a deflagração de processo de impedimento tanto em face da então presidente Dilma, como de seu vice Michel Temer.

2) Confirmados os novos indícios noticiados, o presidente Michel Temer deve renunciar imediatamente ao mandato, sob pena de instauração de um novo processo de impeachment que certamente aprofundará ainda mais a crise política e econômica, trazendo graves prejuízos à população brasileira.

3) Todas as gravações e demais provas que integram esta operação devem ser tornadas públicas imediatamente para que, respeitando o direito ao contraditório, seja possível fazer um julgamento dos fatos.

4) A Constituição da Republica deve ser cumprida à risca, a fim de evitar casuísmos que possam aprofundar ainda mais a crise política no Brasil.

Diretoria OAB/SC”

Notícias Relacionadas

Ano letivo inicia com procura intensa pelo Ensino Médio e Técnico em conjunto, na SATC de Orleans

Pais de toda a região buscam na instituição, o diferencial na formação educacional de seus filhos.

Jovem de 23 anos é preso por tráfico de drogas em São Ludgero

Em ação conjunta da Polícia Civil e Militar, foram encontrados ainda 85 comprimidos de ecstasy

Caminhoneiro embriagado colide contra dois carros e foge da polícia em Orleans

Motorista seguiu dirigindo ainda por aproximadamente 3 km, até acatar a ordem de parada da Polícia Militar.

Motorista é flagrado dirigindo embriagado na SC-370, em Braço do Norte

Polícia ordenou parada, mas motorista desrespeitou.