Educação

PCH do Rio Chapéu recebe turbinas

Casa de Força da PCH já está com a construção civil quase concluída.

A Casa de Força da PCH do Rio Chapéu, localizada entre os municípios de Rio Fortuna e Santa Rosa de Lima, receberá neste mês novas turbinas. A usina terá capacidade para gerar 15,15 megawatts de energia elétrica e já está com 85% das atividades de construção civil finalizadas.

Para promover a geração de energia, as turbinas contam com uma queda d’água de 62,95 metros e possuem a capacidade de vazão de 30 metros cúbicos por segundo, provenientes do rio Braço do Norte. “Para iniciar a geração no fim de julho deste ano, as frentes de trabalho atuam intensamente”, revela o engenheiro residente, Alexandre Mayerle.

A construção de uma chaminé de equilíbrio completará a estrutura da Casa de Força. A função é dissipar as oscilações de pressão d’água provindas da operação da turbina. O local ainda espera a limpeza, pintura e acabamentos dos berços de concretos que suportam os dois condutos já erguidos. Não somente a construção da casa encontra-se em ritmo acelerado, como também a finalização dos suportes do túnel de 3,5 quilômetros, que conduz a água até as turbinas, e a escavação do leito do rio Braço do Norte para receber a fundação da barragem”, explica Mayerle.

Uma ponte será construída sobre o canal de restituição das águas para o Rio Braço do Norte, que servirá à estrada municipal. A via liga a rodovia SC-108 à comunidade de Barra do Rio Chapéu.

Notisul

Notícias Relacionadas

Vereadores e trabalhadores rurais de Orleans se manifestam contra a reforma da Previdência

Classe defende que as mudanças fazem com que trabalhadores percam direitos já conquistados.

Caminhão baú derruba árvore e interdita trânsito no centro de Criciúma

Veículo com placas de Chapecó tentava trafegar pela Rua Getúlio Vargas.

Ano letivo inicia com procura intensa pelo Ensino Médio e Técnico em conjunto, na SATC de Orleans

Pais de toda a região buscam na instituição, o diferencial na formação educacional de seus filhos.

Hospital São José de Criciúma realiza primeira cirurgia de coluna por vídeo

Procedimento muito menos invasivo, a primeira cirurgia por vídeo realizada na instituição, durou cerca de 38 minutos, superando as expectativas do médico cirurgião.