Segurança

Polícia descobre fundo falso em parede de empresa química que escondia produtos ilegais

A Polícia Civil cumpriu, na manhã desta quinta-feira (23) um mandado de busca em uma empresa química, localizada na grande Rio Maina, em Criciúma. No local, um fundo falso em uma parede era coberto com uma estante, dentro havia um depósito ilegal, que continha produtos proibidos.

“A partir de uma investigação sobre alguns ácidos que não estavam de acordo com a regulamentação da Anvisa, e de posse de um mandado de busca nós fomos até a empresa e encontramos dentro de um depósito clandestino que existia dentro da empresa, alguns produtos desse tipo, agora estamos periciando todo material apreendido. Fomos acompanhados da Vigilância Sanitária que nos deu total apoio”, contou o delegado João Loss em entrevista para o site Clicatribuna.

Segundo o delegado a parte da empresa era escondida quando a Vigilância Sanitária vistoriava o local. “Chegamos na empresa de surpresa e eles não conseguiram fechar a porta do fundo falso. O que foi apreendido será periciado, e o que foi interditado pela Vigilância eles farão um levantamento nos próximos dias. O que ficou fechado é o depósito onde estavam esses produtos”, afirma o delegado.

  • e5663546ad230589a7161296d8e6ba70
  • p17r98tva51isr1d6a1tvhktuf4p3
  • p17r98tva519hg18seh6p87r1ue54
  • p17r98tva5r18pirplr1svj1lrt5
  • p17r98tva51lb1anu1l0c2j11mqo6

Notícias Relacionadas

Ano letivo inicia com procura intensa pelo Ensino Médio e Técnico em conjunto, na SATC de Orleans

Pais de toda a região buscam na instituição, o diferencial na formação educacional de seus filhos.

Jovem de 23 anos é preso por tráfico de drogas em São Ludgero

Em ação conjunta da Polícia Civil e Militar, foram encontrados ainda 85 comprimidos de ecstasy

Caminhoneiro embriagado colide contra dois carros e foge da polícia em Orleans

Motorista seguiu dirigindo ainda por aproximadamente 3 km, até acatar a ordem de parada da Polícia Militar.

Motorista é flagrado dirigindo embriagado na SC-370, em Braço do Norte

Polícia ordenou parada, mas motorista desrespeitou.