Turismo

Turismo regional é pauta de encontro no município de Lauro Müller

Turismo regional é pauta de encontro no município de Lauro Müller

Fotos: Sul in Foco

O turismo no Brasil tem crescido em ritmo acelerado e a expectativa é de um incremento da indústria do turismo na participação do PIB em 5% até 2022. Pensando em fomentar este setor de forma organizada, a Satc, por meio do professor Ari Azambuja de Oliveira, tem percorrido municípios da região a fim de constituir uma rota na região e criar uma Associação.

Nessa quarta-feira (17) um encontro reuniu lideranças e pessoas da comunidade no município de Lauro Müller, no Salão de Festas da Igreja Matriz, onde o professor fez uma explanação sobre o assunto.

O encontro contou com o apoio da Associação de Desenvolvimento da Educação Profissional da Agricultura e Turismo na Regional do Rio do Rastro – ADEPAT, presidida pelo padre Valmor Della Giustina. Também esteve presente o vice-prefeito e secretário de Turismo, Pedro Barp Rodrigues.

O intuito, conforme o professor, é potencializar as belezas que tem na região. “Queremos trabalhar em forma conjunta. Existe interesse de agências em enviar turistas para cá, portanto é preciso organizar e envolver as cidades de toda a região. Se em um dia esses turistas visitam os pontos de Criciúma, no outro podem vir a Lauro Müller, Orleans, Nova Veneza, Urussanga, enfim, ser atraídos pelas nossas potencialidades. O turista gosta de ver algo diferente e muito atrativo”, salienta.

“O turismo reflete em toda a matriz econômica da região. É importante agilizar isso. Temos um potencial muito grande. A Serra do Rio do Rastro é um destes grandes atrativos que precisamos aproveitar”, destacou o professor, que durante a palestra apresentou dados e um plano de ações elaborado para diagnóstico de turismo da Amrec.

O estudo Swot do diagnóstico, apontou que o sul tem muito pontos fortes, como as belezas naturais e os atrativos singulares, como a Serra do Rio do Rastro em Lauro Müller, a Gôndola de Nova Veneza, a imagem de La Pietá de Urussanga, Museu ao Livre de Orleans, o paredão do Zé Diabo e a Mina de Visitação de Criciúma. Já entre os pontos fracos, está a falta de acessibilidade, sinalização precária e desatualizada, falta de opções de voo.

Os estudos apresentam informações relevantes para o fomento do turismo regional. “Os dados apontam para a roteirização, a criação de rotas, que podem incrementar e fortalecer a indústria sem chaminés”, explica Oliveira.

  • Turismo regional é pauta de encontro no município de Lauro Müller
  • Turismo regional é pauta de encontro no município de Lauro Müller2
  • Turismo regional é pauta de encontro no município de Lauro Müller3
  • Turismo regional é pauta de encontro no município de Lauro Müller4
  • Turismo regional é pauta de encontro no município de Lauro Müller5

Notícias Relacionadas

Empresas de transporte de passageiros devem se adaptar ao sistema de monitoramento da ANTT

Ano letivo inicia com procura intensa pelo Ensino Médio e Técnico em conjunto, na SATC de Orleans

Pais de toda a região buscam na instituição, o diferencial na formação educacional de seus filhos.

Baja 2017 ganha forma na Satc

Projeto desenvolvido pela Engenharia Mecânica se prepara para nova disputa.

Práticas de saúde e segurança são tema do XVII Cipamin

Técnicas práticas de segurança em mineração serão realizadas no Batalhão da Polícia Militar.