Trânsito

Via Rápida: responsável por pagamento de energia ainda indefinido

Eduardo Moreira autorizou processo de licitação para a implantação de iluminação. Ainda não há previsão para finalização.

Inaugurada no dia 20 de dezembro de 2017, a rodovia ainda não possui iluminação Z Foto: Lucas Colombo / DN

Ainda não se sabe quem ficará responsável pelo pagamento da energia elétrica da Via Rápida, principal acesso a Criciúma. Entregue no dia 20 de dezembro de 2017, a SC-446 ainda não tem prazo para que a iluminação fique pronta.

No entanto, teme-se que ocorra o mesmo impasse enfrentado na Ponte de Laguna, onde até hoje, mesmo depois de quase três anos de inauguração, nenhuma conta de energia foi paga. Em Laguna, há um impasse Dnit e a prefeitura para saber quem paga a dívida que já passa de R$450 mil.

Na Via Rápida, mais um passo foi dado nesta semana. O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) autorizou a Celesc a iniciar o processo de licitação para a implantação de iluminação. O investimento do Governo do Estado é de R$ 8,5 milhões.

Custeio mais barato

Segundo informações da Secretaria de Estado da Infraestrutura, o pagamento da energia será discutido entre os Municípios de Criciúma e Içara, por onde passa a estrada. Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria garantiu que o custeio não será caro, tendo em vista que o projeto utiliza lâmpadas de LED, que geram menos custo.

Prefeitos ainda não foram consultados

De acordo com o prefeito de Criciúma, Clésio Salvado (PSDB), ele ainda não foi procurado para discutir o assunto. “Estamos abertos a discussão. Precisar arcar com este investimento não é um impeditivo diante da grandeza da obra”, afirma Salvaro.

O prefeito de Içara, Murialdo Gastaldon (MDB) também confirmou que não foi consultado sobre assunto, contudo, também não vê problema em dividir a conta. “Nós já arcamos com a energia da SC-445, que é uma rodovia estadual. Além disso, sabemos que a energia pública é por conta do Município”, lembra Gastaldon.

Moreira cumpre agenda no Sul na quinta

Pinho Moreira cumprirá agenda no Sul, na quinta-feira, 17, quando também falará sobre o projeto de iluminação da Via Rápida. Segundo o governador, ele é inovador e irá embelezar e tornar mais segura a rodovia. “Para completar a obra estamos solicitando que a Celesc faça as adequações necessárias para lançarmos a licitação”, destacou Moreira.

O protocolo de intenções assinado por Moreira autoriza a Celesc a realizar as obras em troca de ICMS. O projeto executado pelo Deinfra consiste na instalação de postes ornamentais que vão dar sustentação às lâmpadas, todos com fiação subterrânea. “Precisamos adequar o projeto na tabela da Celesc para então lançar a licitação que deverá sair em poucos dias”, explicou o diretor de distribuição da empresa, Vitor Lopes Guimarães.

Com informações do Portal DN Sul

Notícias Relacionadas

Comissão aprova nome de José Nei Ascari ao TCE

Acic faz apelo ao Estado para avanço na área tecnológica da região

CASE e penitenciária: Governador garante projeto para pavimentação de acesso aos locais

“Caminhos do Mar”: rodovia que liga praias do Sul inicia neste ano

Com novo nome, SC-100 deve tomar forma. Lote 1 será entre Passo de Torres e Balneário Gaivota.