Geral

Estudantes aprendem a tingir roupas com a técnica tie-dye

Atividade faz parte das aulas do curso técnico em Química do Colégio Satc

Divulgação

A técnica de tingir roupas, também chamada de tie-dye (amarrar e pintar) estimula a criatividade e permite a criação de peças únicas. Para aprender o processo, os alunos do técnico em Química do Colégio Satc, participaram de atividades especiais. A professora Morgana Sartor Faraco propôs a tarefa na disciplina de Processos Industriais e a turma encarou o desafio.

“A proposta era trabalhar com eles as etapas do tingimento têxtil, por isso aplicamos a técnica tie-dye. Eles puderam aprender desde o desenvolvimento da cor, preparação do corante e tingimento do tecido. Criaram peças únicas e diferenciadas”, ressalta Morgana.

O tingimento é apenas um dos conteúdos que são trabalhados na disciplina, que trata do processo produtivo e traz exemplos comuns às indústrias da região, como cerâmica, plástico, de alimentos, tintas, mineradoras, têxtil ou de tratamento de efluentes. A pandemia e as aulas remotas fizeram com que os professores se desafiassem a buscar novas formas de repassar os conteúdos.

“Em anos anteriores realizamos visitas técnicas, aulas práticas em laboratórios, tudo para facilitar o entendimento dos processos e também aproximar os alunos das indústrias”, destaca a professora.

Entender mais sobre DNA

Outra atividade proposta na disciplina foi aprender a extrair o DNA das células vegetais. “Os alunos puderam entender melhor o que é o DNA e sua função. Utilizando frutas como o morango e a banana, fazendo a maceração e aplicando detergente, sal e álcool, eles conseguir fazer a extração”, comenta Morgana.

Unindo as aulas remotas, transmitidas ao vivo, a professora conseguiu mobilizar a turma para aplicar as práticas. “Nós, professores, tivemos que correr atrás de como aplicar aulas práticas que antes fazíamos nos laboratórios e que deveriam ser feitas nas casas dos alunos. Foi um aprendizado para todos”, afirma.

Divulgação

Notícias Relacionadas

MEC divulga selecionados na primeira chamada do Prouni 2021

Candidatos têm até 27 de janeiro para comprovar informações.

Aedes Aegypti: mosquito da dengue gera alerta em Criciúma

De 2019 para o ano seguinte houve um aumento de 444% no número focos. Os maiores registros vêm dos bairros Próspera e Nossa Senhora da Salete.

CCR ViaCosteira informa desvio no tráfego da BR-101 na região de Araranguá

A CCR ViaCosteira está atenta ao fluxo de veículos, por isso realiza os serviços em horários que causem o menor impacto possível.

Siderópolis registra 20ª morte pela Covid-19

A mulher apresentava comorbidades