Geral

Urussanga e Cocal do Sul recebem mudas de projeto de compensação ambiental

O entorno de represas, nascentes e rios que compõem a bacia do rio Urussanga nos municípios de Urussanga e Cocal do Sul estão recebendo novas cores, arborização e proteção à fauna e flora local.

Divulgação

O entorno de represas, nascentes e rios que compõem a bacia do rio Urussanga nos municípios de Urussanga e Cocal do Sul estão recebendo novas cores, arborização e proteção à fauna e flora local. O resultado é fruto de um projeto de compensação ambiental executado pelo Comitê da Bacia do Rio Urussanga em parceria com Samae, Epagri e Fundação de Meio Ambiente dos respectivos municípios.

Recentemente, representantes do Comitê Urussanga e dos órgãos parceiros realizaram a distribuição de 600 mudas oriundas de compensação da Casan nas cidades de Cocal do Sul e Urussanga para recomposição de áreas de nascentes. Duas propriedades rurais em Urussanga receberam 220 mudas.

Já em Cocal do Sul oito propriedades, incluindo o Samae, acolheram 380 mudas. A Samae de Cocal do Sul utilizará as mudas de espécies nativas para recompor área de entorno das barragens de captação de água de abastecimento público.

Segundo a gerente de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos da Casan, Patrice Juliana Barzan a escolha pelo Comitê Urussanga foi uma questão com base na legislação. “A autorização de corte para órgão ambiental diz que a compensação deve ser feita, preferencialmente, na mesma bacia hidrográfica onde está sendo feito o corte da vegetação. O sistema de esgotamento do bairro Próspera fica em Criciúma, mas dentro da bacia do Rio Urussanga. Tínhamos interesse que as mudas fossem realmente plantadas e principalmente usadas para recuperar áreas de proteção de mananciais. Por isso a Casan entendeu por bem trabalhar com o Comitê de Bacia, visto que o órgão tem acesso às áreas rurais onde existe necessidade dessa recuperação”, afirma.

Desde o final de 2020, o Comitê Urussanga está recebendo mudas de espécies nativas, como medida de compensação ambiental em função da supressão. A primeira etapa com 2.500 mudas de palmeira açaí foi implantada em propriedades de Urussanga e Cocal do Sul.

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado na beira da praia, em Balneário Gaivota

Até o momento não há informações sobre idade e identidade da vítima

Coronavírus em SC: Matriz de Risco aponta 14 regiões no nível alto e três no moderado

As regiões em risco alto são Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinsnse, Vale do Itapocu e Xanxerê

Garçons salvam banhista de afogamento em praia de Balneário Camboriú

Socorristas chegaram na sequência e continuaram protocolo de reanimação, que funcionou

Carro vai parar dentro do rio em SC minutos após sair de oficina

Apesar do prejuízo, ninguém ficou ferido com gravidade