Geral

Urussanga e Cocal do Sul recebem mudas de projeto de compensação ambiental

O entorno de represas, nascentes e rios que compõem a bacia do rio Urussanga nos municípios de Urussanga e Cocal do Sul estão recebendo novas cores, arborização e proteção à fauna e flora local.

Divulgação

O entorno de represas, nascentes e rios que compõem a bacia do rio Urussanga nos municípios de Urussanga e Cocal do Sul estão recebendo novas cores, arborização e proteção à fauna e flora local. O resultado é fruto de um projeto de compensação ambiental executado pelo Comitê da Bacia do Rio Urussanga em parceria com Samae, Epagri e Fundação de Meio Ambiente dos respectivos municípios.

Recentemente, representantes do Comitê Urussanga e dos órgãos parceiros realizaram a distribuição de 600 mudas oriundas de compensação da Casan nas cidades de Cocal do Sul e Urussanga para recomposição de áreas de nascentes. Duas propriedades rurais em Urussanga receberam 220 mudas.

Já em Cocal do Sul oito propriedades, incluindo o Samae, acolheram 380 mudas. A Samae de Cocal do Sul utilizará as mudas de espécies nativas para recompor área de entorno das barragens de captação de água de abastecimento público.

Segundo a gerente de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos da Casan, Patrice Juliana Barzan a escolha pelo Comitê Urussanga foi uma questão com base na legislação. “A autorização de corte para órgão ambiental diz que a compensação deve ser feita, preferencialmente, na mesma bacia hidrográfica onde está sendo feito o corte da vegetação. O sistema de esgotamento do bairro Próspera fica em Criciúma, mas dentro da bacia do Rio Urussanga. Tínhamos interesse que as mudas fossem realmente plantadas e principalmente usadas para recuperar áreas de proteção de mananciais. Por isso a Casan entendeu por bem trabalhar com o Comitê de Bacia, visto que o órgão tem acesso às áreas rurais onde existe necessidade dessa recuperação”, afirma.

Desde o final de 2020, o Comitê Urussanga está recebendo mudas de espécies nativas, como medida de compensação ambiental em função da supressão. A primeira etapa com 2.500 mudas de palmeira açaí foi implantada em propriedades de Urussanga e Cocal do Sul.

Notícias Relacionadas

Praias estão fechadas durante este fim de semana em Imbituba

Em Imbituba, as praias terão faixas de proibição e fiscalização para que as pessoas não tenham acesso ao local.

Loja da Havan é interditada no Centro de Florianópolis por descumprir restrições

Estabelecimento, apesar de vender alimentos, não é configurado como serviço essencial, diz fiscalização

São Ludgero registra décima segunda morte por Covid-19

Trata-se de uma vítima do sexo masculino, 76 anos, com comodidades

Fiscalização de estabelecimentos comerciais é realizada em Lauro Müller para conter o Covid-19

Vigilância Sanitária e Polícia Militar estão dedicados a fiscalização e pedem que a população fique em casa e se cuide