Geral

100 anos manifestando a fé à Nossa Senhora dos Campos

Quilômetro Cento e Sete, em Lauro Müller, estará em festa neste fim de semana, sábado e domingo

A comunidade do Quilômetro Cento e Sete, em Lauro Müller, festeja neste fim de semana, sábado (13) e domingo (14) o centenário da fundação de sua primeira capela, ainda de madeira, construída às margens da antiga Ferrovia Tereza Cristina.

De 1913 até os dias atuais, os moradores cultuam a Senhora Rainha dos Campos. A religiosidade católico-cristã é uma das marcas mais significativas deixadas pelos imigrantes italianos que, ao chegaram aos povoados encaminhados pelas companhias colonizadoras do final do sec. XIX , abriam uma clareira na mata densa para construir a capela.

A Capela Nossa Senhora dos Campos do Km 107 foi construída em terreno doado por Giácomo Bressan, bem como o cemitério, o primeiro da região das minas. Ao lado dos descendentes da família de Sebastião e Josefina Benedet, da família Bardini, da família Bez Fontana ergueram a primeira capela. Um quadro com a imagem de Nossa Senhora dos Campos foi a primeira marca da fé dos imigrantes.

Mais tarde, foi erguida a capela de alvenaria, no mesmo local. A família Fontanela doou a primeira imagem de Nossa Senhora dos Campos e durante os anos lá foram realizados todos os cerimoniais da comunidade.

No início dos anos 60 do século XX começaram os estudos de construção de uma nova capela, bem como do novo local. Num primeiro momento ficaria nas imediações da propriedade de Valdemar Benedet. Ao analisar o local, os líderes comunitários perceberam as dificuldades a serem vencidas em função da topografia do terreno. Novas reuniões determinaram o local onde está a atual capela. O terreno foi doado por Sebastião Benedet e hoje se encontra na propriedade de Pedro Bardini.

Em 1963 foi lançada a pedra fundamental. Durante 04 anos, a comunidade muito lutou para ver a nova capela ser erguida. Em janeiro de 1967 foi inaugurada. A pintura interna original foi obra do artista José Fernandes (Zé Diabo) que deixou sua marca artística ali registrada e também gravada a participação de todas as famílias que muito contribuíram para sua existência.

Hoje, ao comemorar 100 anos da capela, a comunidade presta homenagem às famílias pioneiras que deram início a criação da comunidade: BARDINI, BENEDET, BRESSAN, GIUSTI, CESCONETO. E todas as famílias que fincaram suas raízes neste torrão: ALEXANDRE, ANTUNES, BATISTA, BÚSSOLO, CARDOSO, CITADIN, CROTTI, DA COSTA, DA CRUZ, DA SILVA, DEBIASI, DE LIZ, DORIGON, EGER, FERNANDES, FELISBINO, FONTANELLA, GIRARDI, GUIMARÃES, HOFFMANN, HOLDERBAUN, JUSTI, MADEIRA, MARIZON, MASIERO, MAZZUCO, OGIONI, OLIVEIRA, RIGHETTO, SILVEIRA, SPRÍCIGO, TÁRTARE, TEZZA, VELHO.

Confira abaixo a programação da festa:

11/07 – Missa em homenagem às famílias as 19h30min, celebrada pelo Pe. Geraldo Canever e animada pelo Movimento de Irmãos de Lauro Muller.

12/07 – Missa em comemoração aos 100 anos da capela às 19h30min, celebrada pelo Pe. Egídio Schmoeller e animada pela comunidade do Oratório.

13/07 (sábado) – Missa em honra a Nossa Senhora dos Campos ás 19h30min, celebrada pelo Pe. Etevaldo da Silva e animada pelo Coral Menino Jesus. Após a missa haverá inauguração do monumento histórico dos 100 anos da Capela Nossa Senhora dos Campos com belíssimo show pirotécnico. 23h30min baile com a banda Expresso Batidão (entrada franca).

14/07 (domingo) – Missa às 10h30min, celebrada pelo Pe. José Aires e animada pela comunidade de Km 107. Às 14h apresentação do Grupo Folclórico Italiano Valsugana (Criciúma). Às 14h30min apresentação do grupo de teatro Arte & Resgate (Lauro Muller).

No sábado e domingo de festa haverá completo serviço de bar e cozinha, além da apresentação de todo o Resgate Histórico da nossa comunidade através de folders, telão, fotos e do Museu Histórico do Centenário com exposição de ferramentas antigas e dos Brasões das Famílias Pioneiras.

Colaboração: Luíza Bressan

  • 792f82767756542730273533e6f59906
  • p17v0h3n8019iic91g3h1eb3rqm3