Geral

12 cães são envenenados e mortos em Tubarão

Os casos ocorreram todos no bairro, Sertão dos Mendes

Divulgação

Pelo menos 12 cães morreram depois de ser envenenados, nesta segunda-feira, no bairro Sertão dos Mendes, em Tubarão. Alguns destes animais estavam em cercados e outros estavam em situação de rua.

Os proprietários dos animais e moradores da localidade suspeitam de quem possa ter cometido o crime, no entanto, não podem afirmar por não terem provas. As mortes ocorreram em apenas uma rua daquele bairro. Um boletim de ocorrência foi registrado.

Os casos ocorreram todos na mesma rua. Os moradores suspeitam quem tenha cometido o crime, mas não há provas concretas.

Os sintomas de envenenamento em cães podem ser muito variados e diferentes, em função do tipo de substância ingerida pelo animal. Existem sinais gerais que por norma indicam uma intoxicação, como é o caso do aparecimento, sob a forma aguda, de transtornos gastrointestinais, respiratórios ou neurológicos. Os sintomas por envenenamento podem ocorrer com: vômito; falta de apetite; diarreia; salivação excessiva; prostração; falta de coordenação e dificuldade respiratória.

A principal lei que protege os animais é a Lei Federal 9.605/98, conhecida como Lei dos Crimes Ambientais:

Art.32 – Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

A pena será de 3 meses a 1 ano de prisão e multa, aumentada de 1/6 a 1/3 se ocorrer a morte do animal.

Com informações do Notisul

Notícias Relacionadas

Dois pedreiros são soterrados parcialmente em SC durante acidente de trabalho

Um deles foi atingido por um pedaço de concreto e foi encaminhado ao Hospital Regional do Oeste. O outro recusou atendimento hospitalar.

Brasil vai ao pódio em primeiro torneio após Jogos de Tóquio

Guilherme Schmidt chega à final e leva prata no Grand Prix de Zagreb

Microempreendedores têm menos de uma semana para regularizar dívidas

Prazo vai até 30 de setembro

Governo do Estado e Celesc inauguram a ampliação da PCH Celso Ramos e a primeira usina solar da companhia

O projeto da ampliação consistiu na implantação de um novo circuito adutor, com canal de adução, conduto forçado e construção de nova casa de força, com duas unidades geradoras de 4.150 kW cada