Geral

1º Pedal Laranja, pelo Fim da Violência Contra Mulheres e Meninas acontece hoje

Evento inicia às 14h, em Siderópolis, no Dia Municipal do Ciclista e Ciclismo.

Divulgação

Tudo pronto para Siderópolis receber cerca de 300 ciclistas para o 1º Pedal Laranja pelo fim da violência contra mulheres e meninas. O evento acontecerá no próximo sábado, 21, às 14 horas, na Praça da Matriz.

No local também serão comemorados os dois anos da Lei 25 Laranja, de Combate à Violência contra as Mulheres e sancionada a Lei que institui que todo dia 21 de setembro, seja o Dia Municipal do Ciclista e Ciclismo. A assinatura vai acontecer antes da largada.

“Estamos ansiosos pelo dia do evento. Preparamos tudo de forma especial para receber a população em prol de uma causa justa e nobre, por que juntos podemos fazer a diferença”, disse o prefeito Hélio Cesa, o Alemão.

Os ciclistas vão percorrer rota entre ruas dentro do próprio município. No local haverá aparato médico e policial. O evento é destinado ao público em geral, em especial às famílias e crianças. Haverá também sorteio de brindes e sorteio de uma bicicleta.

Com informações do site 4oito 

Notícias Relacionadas

Jovens e mulheres terão prioridade na liberação de recursos dos Programas da Secretaria da Agricultura de SC

De acordo com o Censo Agropecuário de 2017, em Santa Catarina são quase 170 mil agricultoras e mais de 6,9 mil propriedades rurais administradas por jovens.

Mulheres convivem há anos com dores após cirurgias malsucedidas feitas em mutirão em Criciúma

Ministério Público fez TAC com prefeitura e hospital para garantir operações reparadoras. Município diz que todas as pacientes serão avaliadas.

Duas mulheres são presas tentando furtar moto em Braço do Norte

A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar na madrugada desta segunda-feira (21) no Bairro Rio Bonito

Coorsel incentiva cuidado com a saúde das mulheres na 4° Edição da Noite Rosa

Em alusão a campanha Outubro Rosa, a Cooperativa promoverá a palestra “A importância da autoestima na vida da mulher”. Associadas e colaboradoras poderão participar.