Saúde

Içara já realizou mais de quatro mil vacinas contra a Febre Amarela

Mês de fevereiro tem vacinação reforçada; Horário estendido continua na próxima semana.

Foto: Divulgação

A preocupação com a prevenção à Febre Amarela levou mais de quatro mil pessoas às salas de vacina de Içara durante o mês de fevereiro. As vacinas estão sendo realizadas nas salas de vacinas das Estratégias de Saúde da Família do município e na próxima semana continuarão com horário de atendimento estendido em quatro locais.

De acordo com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Laura Matté, a próxima semana terá intensificação no horário de vacinação. “Muitas pessoas procuraram fazer a vacinação no horário estendido e achamos melhor acrescentar mais uma hora, para que mais pessoas consigam ser atendidas”, comentou.

Na terça e quinta-feira, 26 e 28/02, a população terá atendimento até às 20h nas ESFs dos bairros Presidente Vargas, Primeiro de Maio, Jardim Elizabete e Vila Nova. As outras unidades que possuem salas de vacinação e que seguem o horário tradicional de atendimento são: ESFs Liri, Nossa Senhora de Fátima, Cristo Rei, Jaqueline, Aurora, Esplanada e Raichaski.

Para quem ainda não conseguir ir às unidades nos horários especiais, a equipe da secretaria de Saúde irá realizar o Dia D de vacinação, que será no dia 9 de março das 8h às 17h, sem fechar ao meio dia, nas ESFs dos bairros Presidente Vargas, Primeiro de Maio, Jardim Elizabete, Vila Nova e Aurora.

Desde o início deste mês, a vacina contra a Febre Amarela faz parte da rotina de vacinação em todo o estado para pessoas de 9 meses a 59 anos de idade.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Içara

Notícias Relacionadas

Dia D contra a Febre Amarela será realizado neste sábado em Lauro Müller

O atendimento nestas três unidades será das 8h às 17h, sem fechar ao meio dia.

Prefeitura de Tubarão disponibiliza doses para vacinação de bovinos

O fornecimento é destinado aos pequenos criadores.

Ação visa acabar com criadouros após foco do Aedes aegypti ser encontrado em Orleans

Retirada da vacinação contra febre aftosa de outros estados preocupa Santa Catarina

A retirada da vacinação em outros estados irá demandar uma atenção ainda maior da defesa agropecuária catarinense.