Geral

A malária e os cuidados necessários para evitá-la

Neste domingo é lembrado o dia de combate a essa doença que causa sérios danos à saúde.

Divulgação

Os efeitos da pandemia da covid-19 não podem significar diminuição das medidas de prevenção contra a malária, segundo alertou a Organização Mundial da Saúde, em seu último relatório mundial sobre o assunto, publicado no final do ano passado. O dia de luta contra a doença, considerada evitável e tratável, é este domingo (25 de abril).

De acordo com a OMS, países africanos da região que representam mais de 90% dos casos de malária, também eram os mais afetados pela covid-19. O relatório constata que, se houver menos ações de prevenção, como distribuição de redes e medicamentos, a África Subsaariana poderia registrar pelo menos 46 mil mortes adicionais.

A malária é uma das principais causas de mortes no mundo, com 228 milhões de casos e 405 mil mortes em 2018. O contágio acontece por meio da picada de fêmeas do mosquito Anopheles, infectadas pelo protozoário Plasmodium. Nas Américas, a transmissão permanece endêmica em 19 países e territórios. Por isso, diversas localidades brasileiras têm utilizado estratégias eficazes para eliminar a doença. Os casos no Brasil (principalmente na Região Norte), na Venezuela e na Colômbia representam 86% dos afetados na América do Sul.

Materiais veiculados pela Empresa Brasil de Comunicação, disponíveis em seu acervo, demonstram evolução na pesquisa da doença. O programa Brasil Rural informou que micro-organismos presentes no guaranazeiro poderiam ser utilizados no combate à malária.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Acic faz apelo para que empresas e comunidade permaneçam atentas aos cuidados com a Covid-19

Assunto foi tratado na noite dessa segunda-feira, 22, durante reunião de diretoria da entidade empresarial

Beleza Segura: minicurso abordará cuidados com instrumentos para profissionais de Braço do Norte

O Beleza Segura, que é gratuito e aberto a todos os profissionais que atuam na área da beleza

Casos de abandono e maus-tratos de animais crescem em Orleans

Voluntárias buscam ajuda financeira para dar continuidade ao trabalho de proteção.

Unimed promove 4ª edição do evento Cuidados Paliativos

Durante os dias de palestras, serão debatidos assuntos como a importância da abordagem humanística, pautada na valorização da vida e no entendimento da morte como uma condição natural.