Saúde

Acadêmicos de Medicina conhecem gestão da Secretaria de Saúde de Criciúma

Visita foi realizada nesta segunda-feira (21) no Paço Municipal Marcos Rovaris

Divulgação

Acadêmicos da disciplina de Gestão em Saúde, 4° fase do curso de Medicina da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), conheceram o funcionamento da Secretaria de Saúde do município. A visita foi realizada na manhã desta segunda-feira (21), no Paço Municipal Marcos Rovaris.

Acompanhada pelo secretário de Saúde, Acélio Casagrande, a visita enfatizou a importância do atendimento humanizado, que norteia o cotidiano do município. “As pessoas procuram o clínico geral, com objetivo de serem encaminhados para os especialistas que precisam. O esperado é que os profissionais estejam qualificados e também saibam ouvir o paciente para fazer o devido encaminhamento”, destacou o secretário. Segundo ele, “é de extrema importância que os profissionais estejam qualificados para prestar um atendimento humanizado”.

Os coordenadores de Atenção Básica, Leandro Maffei e Letícia Vieira, também acompanharam a visita e enfatizaram ainda mais o atendimento voltado às pessoas. “Quando se chega na consulta o esperado é que se tenha um atendimento digno, por isso que é importante pensar: como eu gostaria de ser atendido?, se colocando no lugar do outro”, disse o coordenador, Leandro Maffei.

Notícias Relacionadas

Projeto Educanvisa promove saúde em escolas da rede municipal de Lauro Müller

Acadêmico de Medicina consegue R$ 40 mil em vaquinha virtual para continuar a faculdade

Marlon Rabello Amancio precisa de ajuda para pagar a faculdade após não conseguir a concessão de bolsa de estudos do estado.

Secretaria de Saúde de Criciúma descentraliza atendimentos relacionados à Covid-19 no município

Unidades de Saúde estão realizando atendimentos de pacientes suspeitos de Coronavírus e fazendo o monitoramento de casos em cada região

Secretaria de Saúde zera a fila de espera em seis especialidades em Criciúma

Entre os meses de junho e agosto foram feitos mais de 15 mil atendimentos. Previsão é de zerar todas as esperas até dezembro deste ano