Segurança

Acidente que matou alpinista em escalada de paredão em Urubici será investigado pela polícia

Lucas de Zorzi morreu no domingo após o deslizamento de uma pedra durante uma escalada na Serra de Santa Catarina

Divulgação

O acidente que matou o alpinista Lucas de Zorzi, 39 anos, no último domingo (11), durante uma escalada no paredão do Cânion Espraiado, em Urubici, na Serra de Santa Catarina, vai ser investigado pela polícia. O atleta morreu após o deslizamento de uma pedra. O amigo de Lucas, que o acompanhava na escalada, ficou ferido. 

O delegado Édipo Heilt disse que um inquérito será aberto ainda nesta terça-feira (13). Socorristas e o amigo de Lucas serão ouvidos. 

O socorro demorou seis horas para ser finalizado e foi realizado pelo helicóptero Águia 04 em uma região de difícil acesso. 

Diego Braga, 31 anos, o alpinista amigo de Lucas que sobrevivente, sofreu ferimentos leves. Ele contou aos socorristas que a pedra deslizou no momento em que subiam o cânion, acertando a cabeça de Lucas, que ficou desacordado no mesmo momento. Ambos acabaram presos a cerca de 200 mestros de altura do ponto mais alto do paredão.

A escalada de domingo buscava atingir o topo do cânion para, de lá, fazer um salto de wingsuit. Diego disse que chegou a gritar, mas Lucas não respondeu.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.

Homem fica preso nas ferragens após acidente com dois veículos na SC-108, em Criciúma

A colisão ocorreu entre dois veículos no Bairro São Simão por volta das 15h20 desta quarta-feira (11)

Serra registra mínima de -8°C e pelo menos 17 cidades de SC têm temperaturas negativas; FOTOS

Menor temperatura foi registrada em Urupema. Pelo menos outras 16 cidades do estado haviam registrado temperaturas negativas, segundo a Defesa Civil, neste domingo (4).

Colisão frontal deixa dois em estado grave na SC-108, entre Orleans e Urussanga

Um dos motoristas ficou preso às ferragens e teve o carro cortado para ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.