Geral

Advogada de Tubarão é condenada por chamar servidora pública de burra e incompetente

A advogada foi condenada pela prática do crime previsto no artigo 331 do Código Penal, à pena privativa de liberdade de seis meses de detenção, em regime aberto.

Foto: Divulgação

A 4ª Turma de Recursos, sediada em Criciúma, manteve sentença da comarca de Tubarão que condenou uma advogada pela prática de desacato. O acórdão, da lavra da juíza Ana Lia Moura Lisboa Carneiro, acompanhou a sentença para reconhecer que a ré dirigiu palavras aviltantes contra servidora no exercício de suas funções, ao chamá-la de “burra” e “incompetente”.

Desta forma, entenderam os magistrados, ficou caracterizado o crime contra a administração pública imputado.

A advogada foi condenada pela prática do crime previsto no artigo 331 do Código Penal, à pena privativa de liberdade de seis meses de detenção, em regime aberto. Todavia, a reprimenda foi substituída por pena restritiva de direitos consistente em prestação de serviços à comunidade por igual prazo. A decisão foi unânime.

Com informações do TJSC

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

PRF prende quadrilha especializada em furto de roupas em shopping centers na região de Tubarão

Os suspeitos confessaram que furtaram as roupas de lojas da região no final de semana e estavam indo vender as roupas em Tubarão.

Três pessoas são presas em Tubarão ao pedir doações para entidade que não existe

Os suspeitos foram presos por estelionato na tarde desta segunda-feira (23)