Geral

Advogado é condenado por apropriação indébita de valores de cliente em Santa Rosa do Sul

A vítima alegou ter assinado procuração acreditando na índole do profissional

Divulgação

Um advogado foi condenado pelo juiz Renato Della Giustina, na comarca de Santa Rosa do Sul, por apropriação indébita, à pena de um ano e quatro meses de reclusão. Representante da vítima em ação do seguro DPVAT, o denunciado apropriou-se de R$ 7.702,89 em razão de sua profissão, mediante alvará judicial expedido naquele processo, cujos valores deveriam ter sido repassados para seu cliente

A vítima alegou ter assinado procuração acreditando na índole do profissional, declarou não ter sido avisado sobre o resultado da causa e, ainda, enganado pelo advogado sobre o pagamento da indenização. Ele afirmou ter sido obrigado a buscar informações diretamente no fórum da comarca. O acusado, por sua vez, afirmou ter prestado outros serviços à vítima, além da referida ação, e não ter recebido as quantias acordadas.

Segundo a decisão, inexistiu nos autos a indicação do suposto débito de honorários advocatícios. Também não havia disposição acerca da possibilidade de retenção de valores para compensação. Sobre o tema, o Superior Tribunal de Justiça já estabeleceu que a ausência de previsão contratual permitindo ao advogado a retenção dos valores a título de indenização configura o crime de apropriação indébita. A cobrança de honorários, além daqueles previstos no contrato relativo ao serviço específico, não pode ser feita de forma coercitiva.

“Na hipótese, inexistem provas que comprovem a anuência da vítima na retenção da indenização a ela devida para saldar os honorários advocatícios, especialmente porque os valores pretensamente cobrados pelo réu correspondem a mais de um contrato de prestação de serviços, sem haver um mínimo de especificação quanto a quais débitos foram quitados”, citou o magistrado em um dos trechos da sentença.

Notícias Relacionadas

São Ludgero antecipa para amanhã (22) a segunda dose da vacina contra Covid-19 para pessoas com agendamento

A Sala de Vacinas funciona na ESF Margem Esquerda das 7 às 16 horas sem fechar ao meio-dia de segunda a sexta-feira

Turmas do 9º ano aprendem a fazer sabão caseiro

Alunos reaproveitaram o óleo usado dentro da proposta da economia circular

Homem chama enfermeira de ”verme” nas redes sociais e é condenado em SC

Mulher foi xingada de "verme" e "escrota" nas redes sociais

Em São Ludgero pais devem ficar atentos às datas para rematrículas e matrículas de seus filhos para 2022

Para as rematrículas, os pais ou responsáveis já receberam todas as informações via agenda escolar, grupos de Whatsapp das escolas e também estão disponíveis no Instagram