Geral

‘Agosto Laranja’ conscientiza prevenção às deficiências em Orleans

Estima-se que 70 a 80% dos casos de pessoas deficientes poderia ser evitado.

Divulgação

Dados passados pela saúde apontam que o Brasil possui uma população de 190.755.799 de habitantes, sendo que pelo menos 45.606.048 (23,91%) possuem alguma deficiência – visual, auditiva, física ou intelectual. Segundo dados de cadastro do sistema E-SUS AB, até o início do mês de agosto deste ano, em Orleans, são 1705, ou seja, 6,7% da população local tem alguma deficiência. Destes, 1226 são deficientes visuais, 160 auditivos, 228 físicos, 118 possuem deficiência intelectual/cognitiva e outras deficiências somam 103. Acredita-se que os elevados índices de deficiências poderiam ter sido reduzidos se investindo-se em prevenção.

A Organização das Nações Unidas (ONU) define prevenção como o conjunto de ações destinadas a impedir a ocorrência de limitações físicas, intelectuais, psíquicas ou sensoriais, ou evitar que os impedimentos causem uma deficiência ou limitação funcional permanente. A existência de políticas sociais básicas e a conscientização da sociedade para a responsabilidade de prevenir, pode fazer com que 70 a 80% dos casos de deficiências possam ser evitados; desde que algumas medidas e cuidados fosse efetivado antes e durante a gravidez, na hora do parto e após o nascimento.

O prefeito Jorge Koch conta que esse projeto vem ampliar a divulgação, “possibilitando que toda a comunidade orleanense tenha acesso às informações de como prevenir as deficiências”, explica o chefe do executivo.

Tendo em vista que um dos objetivos das Apaes é proporcionar ações e conscientização junto aos diferentes segmentos sociais, sobre a cultura de prevenção de deficiência, desde 2013 a Apae de Orleans desenvolve trabalhos de conscientização nas comunidades, ruas, escolas, universidade, unidades de saúde, empresas, mídia, entidades sociais e hospital. Com a evolução do conhecimento científico, o esperado seria que a taxa de incidência de deficiências fosse gradativamente diminuindo. Mas a realidade diverge da expectativa e acredita-se que a redução não vem ocorrendo de maneira satisfatória devido ao número de pessoas com deficiências (que poderiam ter sido evitadas) encaminhadas à Apae.

Durante o período de 2013 (2 alunos matriculados na estimulação) ao 1º semestre de 2019 (35 alunos matriculados na estimulação), houve um aumento significativo de alunos de 0 a 5 anos e 11 meses matriculados na instituição. Este aumento pode estar relacionado ao efetivo trabalho de prevenção realizado entre instituição e sociedade. Ano passado, com a Lei n° 2.838 ficou instituída no município de Orleans a “Semana Laranja”, entre os dias 21 e 28 do mês de agosto, dedicada à realização de ações de “Conscientização e Prevenção às Deficiências”. A autoria foi do vereador Antônio Dias André visto que a cultura de conscientização de prevenção de deficiências deve interessar a todos os cidadãos e ao governo municipal.

Já 2019 está sendo um marco no programa de prevenção, pois, conjuntamente as secretarias municipais de Saúde e Educação, com o apoio da Apae, Adore e Unibave, haverá uma capacitação aos profissionais da saúde, educação e assistência social para auxiliar na identificação precoce de atraso ou deficiências. “Acreditamos que ação educativa é uma estratégia simples e eficaz, de menor custo, podendo ser aplicada a nossa realidade, através de informação e orientação, conscientizando a sociedade sobre as necessidades dos cuidados prioritários com a própria saúde e da população em geral, diminuindo e evitando deficiências decorrentes na sua grande maioria, pela falta de informação”, relata a secretária de Saúde Luana Debiasi.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Orleans 

Notícias Relacionadas

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Vigilância em Saúde de Criciúma promove oficina para planejar ações, prevenção e controle de doenças

Capacitação aconteceu na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)

Plaszom promove palestras de prevenção e qualidade de vida para colaboradores em Orleans

Durante os dias 11 a 14, a empresa realizou a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Sipat) no auditório da Sede

CEIs da Rede Municipal de Braço do Norte serão higienizados para prevenção de doenças

A higienização acontece no dia 12 de julho, sexta-feira, e, por este motivo, neste dia não haverá aula para os alunos das creches.