Geral

Agroindústrias doam R$ 35 milhões para o combate à pandemia

As indústrias ligadas ao Sindicato Indústria Carnes Derivados (Sindicarne) e Associação Catarinense de Avicultura (Acav) estão mobilizadas no combate ao coronavírus em Santa Catarina.

Divulgação/Secom

As indústrias ligadas ao Sindicato Indústria Carnes Derivados (Sindicarne) e Associação Catarinense de Avicultura (Acav) estão mobilizadas no combate ao coronavírus em Santa Catarina. Desde o mês de março, o setor já doou, direta ou indiretamente, cerca de R$ 35 milhões em recursos, equipamentos e alimentos para hospitais, municípios e para o Governo do Estado.

Só as doações da empresa JBS irão superar a marca de R$ 28 milhões. O Sindicarne e ACAV já destinaram R$ 600 mil para o combate à pandemia. “A Acav e o Sindicarne estão empenhados no combate à Covid-19. Nós nos preocupamos com a sociedade em que vivemos e com as pessoas que estão inseridas em nosso meio. Essa é a razão pela qual nós embarcamos nesse projeto e estamos dando a nossa carga de contribuição ao estado. Nós intensificamos o trabalho que já fazemos, ao longo do tempo, nas comunidades onde estamos inseridos e, agora, com uma maior efetividade porque reconhecemos que temos sim um papel relevante no combate à Covid-19”, explica o gerente executivo do Sindicarne, Jorge de Lima.

Divulgação/Secom

Agroindústrias em SC

Santa Catarina é um grande produtor de alimentos, reconhecido internacionalmente pela qualidade e segurança da sua produção. Os frigoríficos e indústrias da carne são responsáveis por 60 mil empregos diretos e 18 mil produtores integrados (suínos e aves). O agronegócio responde por aproximadamente 30% do Produto Interno Bruto (PIB) e por mais de 70% das exportações do estado no primeiro quadrimestre de 2020.

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Governador lista doações recebidas e agradece generosidade dos catarinenses em meio à pandemia

As doações incluem itens de higiene e equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais que atuam na linha de frente no combate à Covid-19.

Inovação e tecnologia ampliam a prestação de serviços digitais do Estado ao cidadão durante pandemia

Com aplicativos, sites e plataformas digitais, secretarias e órgãos de Estado adaptaram suas rotinas e substituíram o atendimento presencial pelo online.

Escolas devem reduzir em 15% mensalidades do ensino infantil durante pandemia, decide TJ

A pena em caso de descumprimento é de R$ 1 mil por aluno e por mês.

Braço do Norte unifica as medidas para combate ao Covid-19, seguindo na íntegra as determinações do Governo Estadual

A iniciativa visa facilitar a vida dos cidadãos braçonortenses, uma vez que estavam vigentes no Município medidas mais restritivas em comparação com as editadas pelo Governo do Estado.