Sem Categoria

Alagoas e Santa Catarina recebem recursos para gestão de lixo

Dinheiro faz parte do programa Lixão Zero, do governo federal

Divulgação

Municípios de Alagoas e de Santa Catarina vão receber recursos do Ministério do Meio Ambiente (MMA) para implementar e melhorar a gestão do lixo em suas cidades. Em Alagoas, o município a receber o dinheiro é o de Arapiraca. O montante vai ser usado em ações de educação ambiental e assessoria técnica especializada para capacitação de catadores de lixo.

Em Santa Catarina, os recursos também vão ser utilizados para o treinamento de catadores de um consórcio presente em 18 municípios do estado. Ao todo, mais de 520 mil brasileiros serão beneficiados pelas ações nos dois estados.

As ações fazem parte do programa Lixão Zero, que apoia estados e municípios na destinação adequada de resíduos.

PNRS

O Programa Nacional Lixão Zero é parte da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e, conforme informações do MMA, está inserido no âmbito da Agenda Nacional de Qualidade Ambiental Urbana e “objetiva subsidiar os estados e municípios na gestão dos resíduos sólidos urbanos, com foco na disposição final ambientalmente adequada”.

Notícias Relacionadas

Sexta-feira é o último dia para pagar primeira parcela e cota única do IPTU Criciúma 2021

Carnês estão disponíveis em nove locais físicos e no site www.iptu.criciuma.sc.gov.br, onde o contribuinte pode escolher o número de parcelas e também tirar dúvidas sobre o tributo

Prefeitura de Orleans atenderá em novo horário a partir do dia 1º de março

O prefeito Jorge Koch explica que, embora a transmissão do coronavírus tem crescido no município e região nos últimos dias é necessário que o atendimento da prefeitura aconteça no período integral

Com aumento dos casos, Morro da Fumaça amplia ações no combate à pandemia

Município seguirá medidas estabelecidas pelo novo decreto do Governo do Estado

Governo do Estado amplia leitos de terapia intensiva e de retaguarda em Santa Catarina

Houve a pactuação para a ampliação de mais 220 leitos clínicos de retaguarda e 130 leitos de terapia intensiva em diversas regiões do estado