Geral

Altas taxas de impostos encarecem o preço da gasolina

Campanha do Sindipetro/SC conscientiza a população sobre o preço do combustível, para alertar que na maioria das vezes, a culpa não é do posto.

Gasolina

Foto: Divulgação

Os recentes aumentos no preço da gasolina preocupam os consumidores. Se no último mês, a gasolina comercializada em Santa Catarina era considerada a mais barata do Brasil, agora, a realidade é outra. O preço está acompanhando a média nacional, chegando a ultrapassar R$ 4 em alguns postos de combustíveis da região. Na semana em que se comemora o Dia do Consumidor, 15 de março, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro/SC), lança a campanha “O problema não é o posto, é o imposto”, para conscientizar os clientes sobre os motivos da alta do combustível.

“O intuito de campanha é esclarecer a situação que os revendedores enfrentam atualmente diante do alto valor de impostos embutidos nos combustíveis, principalmente na Gasolina e o Diesel. Queremos mostrar que o dono do posto, diferente do que muitas pessoas pensam, não é o vilão”, esclarece o presidente da entidade Luiz Antonio Amin.

Com informações do Portal DNSul

Notícias Relacionadas

Procon: Pesquisa aponta redução de até R$ 0,32 no preço da gasolina comum em Içara

Esta é a segunda divulgação de dados neste mês

Aresc autoriza redução média de 13,51% no preço do gás natural em Santa Catarina

O segmento veicular abastecido com o Gás Natural Veicular (GNV) foi o que obteve a maior redução, com uma queda de 14,21% na tarifa.

Governo avalia novas medidas para reduzir preço do gás de cozinha

Ministério sugere desconcentrar mercado de botijões de 13 quilos

Bolsonaro diz que há estudos para baixar impostos de jogos eletrônicos

Atualmente o IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados] varia entre 20 e 50%.