Educação

Alunos com deficiência poderão ter prioridade de matrícula em escolas municipais em Içara

O principal objetivo da proposta é amenizar os problemas de locomoção e com isso, diminuir os índices de evasão escolar, a medida já é adotada em várias cidades

Divulgação

Vereadores de Içara aprovaram nesta terça-feira, dia 17/08, o projeto de lei que assegura ao aluno com deficiência, prioridade na matrícula em escola municipal mais próxima de sua residência, de autoria da vereadora Silvia Mendes, a Marreca (PSDB).

Conforme a parlamentar o principal objetivo da proposta é amenizar os problemas de locomoção e com isso, diminuir os índices de evasão escolar, a medida já é adotada em várias cidades. “O projeto não compreende a criação de vagas, mas somente o intuito de organização, pois com a respectiva distribuição, o Poder Público estará atento às necessidades não só da criança e do adolescente, mas também dos pais ou responsáveis, remanejando as vagas de maneira a equalizar o acesso e estimular a inclusão”, explicou Marreca.

Ela acrescentou que além da matrícula, o projeto também prevê que as unidades de ensino garantam a permanência de alunos com deficiência. “Promovendo a devida acessibilidade arquitetônica, comunicativa e humana por meio de profissionais qualificados”. A matéria aprovada em votação final e por unanimidade segue para sanção da prefeita municipal Dalvânia Cardoso.

Notícias Relacionadas

Motociclista tem ponta do dedo amputada após colisão com caminhonete em Urussanga

O homem, de 41 anos, também apresentava suspeita de traumatismo craniano, suspeita de hemorragia interna e fratura exposta no joelho.

Polícia Civil de Orleans incinera drogas apreendidas e avaliadas em R$ 150 mil

Tabletes e porções de cocaína, crack e maconha foram apreendidos em por volta de 30 procedimentos, tais como inquéritos e autos de prisão em flagrante.

Santa Catarina Mais Renda Empresarial começa atendimento de MEIs

A partir do dia 30 de setembro, a parceria se estenderá com o Sicoob em 95 municípios catarinenses.

Respiradores: Justiça nega devolução de dinheiro bloqueado

O juiz Petroncini usou os mesmos argumentos para anunciar a nova negativa.