Geral

AMREC realiza capacitação em Sala de Vacina

A responsabilidade de ministrar essas capacitações é da Secretaria de Saúde do Estado, por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica

Divulgação

Iniciou essa semana (23/05) a primeira capacitação em sala de vacina de 2022, para servidores dos municípios ligados a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC). O curso terá 40 horas e está ocorrendo durante a semana toda na sede da Associação Empresarial de Criciúma (ACIC). No total serão três turmas, com 15 servidores em cada turma, nos meses de maio, julho e setembro, numa parceria com a Gerencia Regional de Saúde e os municípios da AMREC.

No ano passado outras três turmas foram capacitadas. A justificativa, segundo a secretária da Comissão Intergestores Regional de Saúde, (CIR-Carbonífera), Margarete Pasetto, é a falta de vacinadores habilitados nos municípios. “Aumentou, e muito, as atividades de vacinação”, argumentou Margarete, explicando que a demanda foi trazida pelos secretários de saúde dos municípios, e teve a aprovação do presidente da AMREC e prefeito de Forquilhinha, José Cláudio Gonçalves.

A responsabilidade de ministrar essas capacitações é da Secretaria de Saúde do Estado, por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divi), que atualmente não consegue atender toda demanda, e autoriza as capacitações descentralizadas. A responsabilidade técnica é da Gerencia de Saúde e a logística e de custo com a AMREC.

Conforme a enfermeira da vigilância do Estado, Angela Rosso, com a pandemia de Covid-19, a importância de ter mais pessoa capacitadas aumentou. “Aumentou muito a demanda, alguns servidores se aposentaram, em outros casos os municípios aumentaram sua estrutura, com nova salas de vacina”, justifica Angela.

O curso está sendo coordenado pelo Setor de Imunização e Vigilância Epidemiológica da Gerencia Regional de Saúde de Criciúma e pela CIR-Carbonífera. “Hoje são cerca de 20 tipos de vacinas para crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes. O vacinador precisa estar apto a avaliar a carteira nacional de vacinação e orientar sobre o esquema vacinal”, explica Margarete.

O curso está sendo ministrado pelo monitor credenciado pelo Estado, o enfermeiro Paulo Hansen, que atua no setor de tuberculose e hanseníase na secretaria municipal de saúde de Criciúma. As vagas foram divididas entre os 12 municípios da AMREC de acordo com a necessidade.

Notícias Relacionadas

Adolescente de 16 anos é apreendido com maconha em Tubarão

O jovem estava em atitude suspeita e a Polícia Militar tentou uma abordagem, mas o adolescente fugiu; após isso, a PM conseguiu capturá-lo

Susto! Tripulantes de barco à deriva são resgatados próximo ao Camacho

O motor do barco sofreu uma pane mecânica; três tripulantes estavam no veículo marítimo

Empresa é condenada a pagar R$ 50 mil de indenização por danos morais

A decisão foi expedida pela 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Criciúma

Vizinho e mulher são presos por estuprar menina de 7 anos em SC

Polícia Civil diz que exame realizado na criança confirma violência sexual; homem de 53 anos é vizinho da vítima