Saúde

Amurel vai pedir ao Estado prioridade para novos leitos de hospital

A Região Sul e a Grande Florianópolis são as que concentram o maior número de registros de infecções pelo vírus.

Divulgação/Prefeitura de Imbituba

A Associação de Municípios da Região Lagunar (Amurel) pedirá, formalmente, que o Governo do Estado dê prioridade na distribuição de recursos e na destinação de novos leitos hospitalares, especialmente, os de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A solicitação faz necessária diante da pandemia do COVID-19. A Região Sul e a Grande Florianópolis são as que concentram o maior número de registros de infecções pelo vírus. A associação realizou uma reunião entre os prefeitos por vídeo conferência, na manhã desta terça-feira (24).

“Além disso, estamos disponibilizando a sede da Amurel para a instalação de um centro de informações regional. Estamos estudando a possibilidade de fazer isso com a participação de estudantes de Medicina, em parceria com a Unisul”, explicou o presidente da entidade, o prefeito de Imbituba Rosenvaldo da Silva Júnior.

A assessora da Amurel, Ivania May, explicou aos prefeitos os encaminhamentos seguidos pelos governos, estadual e federal. O encontro virtual também serviu para uma troca de experiência entre os municípios, diante do momento delicado vivido no país. “Precisamos enaltecer todos os prefeitos. Estão com muita vontade de trabalhar e comprometimento”, destacou o diretor-executivo da instituição, Celso Heidemann.

Os prefeitos comentaram assuntos relativos à estruturação dos atendimentos, a espera pelos de kits de diagnóstico rápido e por equipamentos como, luvas e máscaras. A campanha de vacinação contra a H1N1 foi outro tema abordado, além das preocupações econômicas e fiscais decorrentes da crise.

Também houve espaço para a troca de informações sobre as ações sociais, como o atendimento a moradores de rua e às campanhas de arrecadação de alimentos para famílias de situação vulnerável.

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Governo do Estado estabelece novas medidas para o transporte aquaviário e comércio de refeições nas rodovias

A comercialização de refeições pode ser feita por restaurantes localizados às margens das estradas e oferecida exclusivamente para profissionais de serviços considerados essenciais pelo Governo do Estado, incluindo nesta categoria os transportadores de carga responsáveis pelo abastecimento e transbordo de insumos da saúde.

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Com investimento de R$ 3,9 milhões, Estado entrega unidades de assistência social em Armazém, Rio do Oeste, Lontras e Florianópolis

Cada uma das unidades conta com sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília.

Em Laguna, governador autoriza emissário terrestre para a praia do Mar Grosso e libera recursos para hospital

A projeção da Casan é que o empreendimento fique pronto em janeiro de 2020. O emissário é uma rede de 2.718 metros de extensão e diâmetro de 315 milímetros, com tubos de polietileno.