Mundo Animal

Animal de estimação também sente frio!

A médica veterinária Laura Vieira Tonon traz em sua coluna no Portal Sul In Foco, dicas importantes para proteger bem os pets nesta época fria do ano.

Foto: Divulgação

Boa tarde pessoal! Que friozinho né? Você sente frio? Acredito que sua resposta seja sim, porque todos nós sentimos, inclusive nossos animais! Gatos, cachorros, pássaros, até mesmo as tartaruguinhas do nosso aquário sentem frio, por isso, devemos dar uma atenção especial aos nossos amigos com a chegada do inverno!

Para os cães, principalmente os filhotes e os idosos, devemos dar atenção redobrada, pois é nesta época que acontecem as doenças respiratórias. Confira na lista alguns cuidados essenciais:

• Vacine seu animal contra a gripe canina, procure um médico veterinário.
• Mantenha-o sempre protegido do frio, através do uso de casinhas, evite coloca-las em locais com correntes de ar e alta umidade.
• Utilize cobertas e roupinhas, principalmente nos cães menores e com pelo mais curto.
• Diminua a frequência do banho, ao invés de uma vez por semana, passe a dar banhos a cada quinze dias e utilize o secador para não deixar o pelo molhado.
• Aproveite os horários mais quentes do dia para o banho: evite dar de manhã cedo ou no final da tarde.
• A alimentação deve ser reforçada, pois os cães também sentem mais fome no inverno.
• Permita que o animal tome sol em horários adequados.
• Qualquer sinal clínico de gripe como: espirros, secreções nasais, respiração ruidosa, febre e diminuição do apetite, procure um médico veterinário, para que a doença não possa evoluir para algo mais grave, como uma pneumonia.

Para os donos dos gatos, os cuidados também são os mesmos, então providencie um local quente e confortável para que seu gato possa se aquecer.

Cuidados com os Pets Exóticos

Foto: Divulgação

Quem tem tartarugas, roedores, jabutis, peixes ornamentais, iguanas ou outros pets exóticos como animal de estimação deve prestar atenção, pois é importante saber que estes animais e outros répteis oriundos de lugares quentes podem sofrer bastante com o frio. Pois nesta época eles diminuem o metabolismo, podendo entrar em um estado de letargia, onde apenas mantem energia para as funções vitais, diminuindo drasticamente a alimentação e consequentemente abaixando a imunidade favorecendo o aparecimento de doenças.

Então confira algumas dicas para os aquários, terrários e gaiolas:

• Procure conhecer qual a temperatura ideal do seu animal;
• Utilize aquecedores com termostato e lâmpadas incandescentes ou com radiação infravermelha;
• Utilize pedras artificiais com aquecimento;
• Permita que os animais tomem sol;
• Caso o animal fique ambientes externos, como os jabutis, utilize sempre materiais que possam servir de tocas e abrigos com aquecimento;
• No frio a alimentação deve ser reforçada e oferecida várias vezes ao dia;
• Observe também a umidade do local, porque os répteis necessitam de umidade controlada, principalmente as iguanas, que devem ser mantidas em umidade alta de 70 a 80%, assim como as cobras que dependendo da espécie podem chegar a requerer 90% de umidade.
• Não deixe as gaiolas onde passam correntes de ar e tenha sempre um abrigo para que o animal possa se esconder e se aquecer nos dias mais frios.
• Cubra as gaiolas durante noite em casos de frios extremos.

Proteja seu animal, e se possível, faça algo para proteger os animais de rua também, pois ele não tem abrigo e nem onde se esconder do frio! Doe uma roupinha, e faça com que o inverno seja mais aconchegante para os animais de rua também!

Notícias Relacionadas

Campanha Inverno Jovem Solidário arrecada doações, em Orleans

Interessados podem doar roupas, sapatos, cobertores, alimentos etc. Ação é promovida pelo Setor da Juventude da Paróquia Santa Otília.

Com temperatura negativa, Serra tem até ‘boneco de geada’

Feriadão de Dia do Trabalhador pode ter geada na Serra de SC

AASC promove solidariedade através da Campanha do Agasalho, em Orleans