Educação

António Nóvoa apresenta novos conceitos de formação durante Congresso Ibero-Americano

Evento, com participantes de diversos países, segue na Unesc até esta sexta

A Formação dos Professores à Luz da Escola do Futuro. Esse foi o tema da conferência que abriu o segundo dia do Congresso Ibero-Americano de Humanidades, Ciências e Educação, na Unesc.

O Auditório Ruy Hülse ficou lotado para acompanhar a apresentação do professor doutor da Universidade de Lisboa (Portugal), António Nóvoa, que apresentou as perspectivas da educação para o futuro e falou sobre a importância da formação dos professores.

Nóvoa mostrou de modo prático e com diversos exemplos como a educação já evoluiu, e ainda passa por um momento de transição, em que tecnologias são incorporadas ao ambiente escolar.

No entanto, de acordo com ele, um fator não vai mudar. “Os modelos de salas tradicionais estão em desuso, mas o professor ainda vai ter papel fundamental na educação e no ensino, mas em um novo modelo educacional”, ressalta.

Novo modelo educacional

O português António Nóvoa é doutor em Ciências da Educação (pela Universidade de Genebra) e tem se dedicado a estudos sobre a educação, a profissão docente e a formação de professores.

Segundo ele, atualmente a formação do professor é fragmentada e, nesse novo modelo de escola do futuro, isso deve ser diferente. “Tem que acabar com a fragmentação e se preocupar realmente com a formação e a profissão docente. Por isso deve ter um lugar comum, no qual a preocupação central seja essa e o ambiente seja colaborativo e haja uma integração curricular, aliando teoria e prática desde o primeiro dia”, aponta.

De acordo com ele, a mudança nos modelos educacionais é certa, mas não se sabe que rumo vai tomar. “A escola, a formação do docente e a universidade vão mudar muito nos próximos anos. O que devemos pensar é sobre os rumos dessa mudança, para que lado ela vai caminhar e isso deve ser debatido para encontrar sempre os melhores caminhos”, afirma Nóvoa.

Para a diretora da UNA HCE (Unidade Acadêmica de Humanidades, Ciências e Educação da Unesc), Ângela Back, a presença de Nóvoa agrega ainda mais valor ao conhecimento exposto no Congresso. “A presença dele tem um tom acadêmico e político. Ele traz uma fala qualificada, de alguém que pensa muito a educação e que é de um lugar geográfico diferente do nosso. Isso agrega muito aos participantes”, pontua.

E-book é lançado durante o evento

Antes do início da conferência, houve uma apresentação de dança, fazendo uma coreografia de valsa, com o Grupo Cia de Dança Unesc.

Também foi realizado o lançamento de um e-book, de autoria dos acadêmicos da Unesc que fazem parte do Pibid (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência). A publicação “Universidade e Escola: Diálogos Necessários à Formação Docente” reúne 13 artigos.

“São publicações de muita importância e que dão uma contribuição para a educação e na área docente”, comenta o professor coordenador institucional do Pibid na Unesc e um dos organizadores da publicação, Carlos Arcângelo Schlickmann.

Colaboração: Leonardo Zanin – Ápice Comunicação

  • cba7a00656a4620e039205ad2518d697
  • 76ca1353aacefb7febad3a783f010476
  • 27265b163c50fced5579f18cc034c8c9
  • 49533fb690706db046fe8a61d5b887f9