Norte

Ao menos 600 casas são destelhadas por temporal e Papanduva decreta emergência

De acordo com a Defesa Civil do município, 20 famílias foram retiradas de casa e levadas para residências de parentes, outras cinco precisaram de atendimento médico.

Foto: Divulgação/Defesa Civil

Ao menos 600 casas foram destelhadas após a chuva com vento forte e granizo que atingiu diversos bairros de Papanduva, no Norte Catarinense, por volta das 22h de quarta-feira (3). Na manhã desta quinta (4), o município decretou situação de emergência.

De acordo com a Defesa Civil do município, 20 famílias foram retiradas de casa e levadas para residências de parentes, outras cinco precisaram de atendimento médico.

Ainda conforme a Defesa Civil, até por volta das 9h desta quinta (4) a prefeitura ainda fazia o levantamento dos prejuízos e não tinha informações sobre a dimensão dos estragos na zona rural.

A chuva forte entre a noite de terça-feira (2) e de quarta-feira (3) deixou estragos também no Sul e Oeste do Estado, conforme autoridades municipais e estaduais.

Foto: Divulgação

Com informações do G1SC

Notícias Relacionadas

Defesa Civil de Criciúma realiza abertura da Operação Primavera e do Curso de Agente Voluntário nesta terça-feira

Evento inicia às 19h, no plenário da Amrec. Operação visa executar atividades de prevenção no município

Coordenador da Defesa Civil conhece ações do Plano de Contingências da Assistência Social de Lauro Müller

O Coordenador pode acompanhar os trabalhos de organização dos alimentos e kits de higiene que a secretaria está montando para distribuição a famílias e idosos em situação de vulnerabilidade social.

Reunião com a Defesa Civil municipal debateu estratégias para o frio intenso em São Joaquim

A Defesa Civil alerta que a onda de frio intenso pode causar prejuízos na agricultura, congelamento de canos e rodovias, por isso um cuidado especial muita atenção nessas áreas.

Secretaria da Saúde desmente notícias falsas sobre casos de coronavírus no Norte de SC

Informações da doença na cidade de São Ludgero também são falsas. Nenhum caso foi confirmado em Santa Catarina.