Geral

Apesar da pandemia, cresce financiamento de imóveis no Brasil

No Sul catarinense, a incorporadora JS Empreendimentos observou aumento de 70% em agosto comparado ao mesmo período do ano passado.

Divulgação

Desde 1994, após o plano real, o mercado imobiliário não registrava um aumento tão expressivo de financiamentos, com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SPBE). Em agosto, o valor chegou a marca de R$ 11,7 bilhões, registrando alta pela quarta vez consecutiva, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

A pesquisa informa que agosto teve o crescimento foi de 8%, em relação a julho, e alta de aproximadamente 75%, quando comparado ao mesmo mês do ano anterior. Na realidade do Sul catarinense, a incorporadora JS Empreendimentos também observou incremento nos financiamentos para aquisição de lotes.

No comparativo dos meses de agosto de 2019 e agosto de 2020, o aumento foi de 70%. Além disso, outro dado da empresa aponta que, só entre julho e agosto desse ano, a incorporadora registrou o crescimento de 40% em relação aos financiamentos bancários.

“Para incentivar a compra nesta modalidade, clientes da JS que optarem por adquirir o lote por meio do financiamento bancário, recebem o desconto de 5% e um prazo de carência para concluírem o processo junto à financiadora”, explica o gerente comercial da JS Empreendimentos, Everton De Bona.

Mais oportunidades, mais financiamentos

As linhas de créditos são a alternativa para famílias com poucos recursos, que desejam ter a casa própria, consigam realizar o sonho. Com cada vez mais facilidades na hora de financiar imóveis, mais compradores devem optar pela modalidade. Dos diversos programas de financiamentos disponíveis, o Minha Casa, Minha Vida é o mais procurado.

“A JS possui alguns loteamentos que possibilitam ao cliente buscar o recurso através do financiamento bancário pelo plano Minha Casa, Minha Vida, linha de crédito disponibilizada pelo Governo Federal, que beneficia famílias com renda reduzida”, destaca De Bona.

O último relatório do Banco Central do Brasil (BCB) sobre estatísticas monetárias e de crédito, divulgado em setembro, indica o aumento de 4,5% nas concessões de crédito bancário para famílias, entre julho a agosto. Ainda de acordo com o BCB, os financiamentos imobiliários cresceram 11% no mesmo período.

Com informações do site Tnsul

Notícias Relacionadas

Cidasc emite comunicado sobre proibição de fabricação, comércio, prescrição e uso do herbicida Paraquat no Brasil

A reavaliação toxicológica do paraquat foi determinada em 2008 pela Anvisa e finalizada em 2017

Coronavírus em SC: Governador lista doações recebidas e agradece generosidade dos catarinenses em meio à pandemia

As doações incluem itens de higiene e equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais que atuam na linha de frente no combate à Covid-19.

2ª edição do Salão do Imóvel de Criciúma já tem data marcada, em Criciúma

Evento será realizado de 25 a 27 de maio e terá ainda mais facilidades nas condições de financiamento.

Escolas devem reduzir em 15% mensalidades do ensino infantil durante pandemia, decide TJ

A pena em caso de descumprimento é de R$ 1 mil por aluno e por mês.