Esporte

Após desistência da Argentina, Copa América será disputada no Brasil

Conmebol fez anúncio na manhã desta segunda (31). Início do torneio está previsto para o próximo dia 13 de junho e as sedes das partidas serão informadas nas próximas horas

Divulgação

Após a desistência da Argentina em sediar a Copa América, o torneio de seleções da América do Sul será disputado no Brasil, local da última edição do torneio, em 2019. A decisão da nova sede foi anunciada na manhã desta segunda-feira pela Conmebol. A competição tem início marcado para o próximo dia 13 de junho, enquanto os locais das partidas serão divulgadas nas próximas horas.

No último domingo, a Argentina informou que não teria condições de receber o evento por conta dos crescentes casos de Covid-19 no país. A Colômbia, que inicialmente dividiria a organização do campeonato com os argentinos, também abriu mão de abrigar a disputa por viver uma intensa crise social e uma forte onda de manifestações e confrontos entre a população e a polícia.

O Brasil também vive um momento ruim com relação à pandemia do novo coronavírus. Até o último domingo, o país contabilizava a marca de mais de 462 mil mortes por conta da doença. Por outro lado, as informações apontam que mais de 22 milhões de pessoas já tomaram duas doses da vacina contra a Covid-19. Em meio a isso, há um temor de uma terceira onda de infecções no país agora em junho.

Nas últimas horas, o Chile chegou a pintar como favorito para sediar a competição. Em maio, o presidente da Federação Chilena chegou a colocar o país andino de prontidão para receber a Copa América.

Apesar do futebol brasileiro estar acontecendo em território nacional, as competições não estão autorizadas a receber público. No entanto, a Conmebol autorizou que na final da Libertadores de 2020 entre Palmeiras e Santos, os clubes levassem convidados para o Maracanã.

Divulgação

Notícias Relacionadas

Pesquisa aponta aumento de casos de covid em 1.217 cidades esta semana

O número corresponde a 33,9% das 3.591 prefeituras ouvidas

Governo de SC vai prorrogar estado de calamidade pública até 30 de setembro

Com a medida, o Estado fica desobrigado de cumprir algumas metas fiscais, o que facilita o combate ao vírus

Santa Catarina avança na certificação de propriedades livres de brucelose e tuberculose

A intenção da Secretaria da Agricultura é ampliar o número de certificações, para que esse seja mais um diferencial competitivo do agronegócio catarinense

Governo do Estado abre licitação para elaboração de estudo para criação de rodovia alternativa à BR-101 Norte

A empresa que for selecionada na licitação terá seis meses para executar um estudo identificando onde poderá passar essa nova rodovia