Segurança

Após matar, esquartejar e esconder corpo de amigo em SC, trio é condenado

Crime ocorreu em 2017 e corpo nunca foi encontrado

Foto: Divulgação

Três pessoas foram condenadas por matar, esquartejar e esconder o corpo do próprio amigo em SC. O crime macabro ocorreu há sete anos, na pacata cidade de Taió, no Alto Vale do Itajaí. Conforme decisão do júri popular, um homem e uma mulher foram sentenciados por homicídio e devem cumprir 15 anos de prisão. Um terceiro envolvido recebeu pena de um ano de reclusão por ocultação de cadáver.

Segundo as investigações, os réus e a vítima consumiam drogas juntos quando Marcos Augusto Voigt resolveu ir se deitar. Nesse momento, ele teria levado dois tiros disparados por Romário Alessandro Martins. Em seguida, Liliane dos Santos Carvalho supostamente começou a golpeá-lo com um machado, sem que a vítima pudesse esboçar qualquer tipo de defesa.

Depois do assassinato, de acordo com o processo, a dupla recebeu a ajuda de Osmar dos Santos Carvalho para cortar o corpo em duas partes com uma faca. O cadáver teria então sido levado para uma região chamada de Serra da Santa, às margens da BR-470, onde foi jogado. Nunca mais as autoridades conseguiram encontrá-lo.

O Ministério Público de Santa Catarina sustentou durante o julgamento que o crime teria sido motivado por uma desavença na divisão das drogas entre os usuários.

Com informações do NSC Total

Notícias Relacionadas

Trio é condenado por furto com requinte de sacrilégio em gruta religiosa de Grão-Pará

O crime aconteceu em março de 2012.

Governo de SC autoriza a concessão de uso e exploração do Mirante da Serra do Rio do Rastro

O governador Jorginho Mello destacou a importância do projeto para o desenvolvimento econômico e turístico da região.

Colégio Satc promove espaço de orientação com projeto ‘Conexão Família’

Proposta envolve encontros com temáticas que impactam no desenvolvimento educacional dos alunos

ACIO promoverá capacitação sobre como solucionar conflitos, em Orleans

O treinamento será ministrado pela especialista Paola Oliveira, nos dias 24 e 25 de junho.