Segurança

Após noite de terror em boate de Tubarão, criminosos são presos

Trio invadiu estabelecimento e ameaçou funcionárias e clientes com armas

Foto: DIC Tubarão/Divulgação

Três homens suspeitos de assaltar uma casa noturna em Tubarão, no Sul catarinense, foram presos. Segundo a Polícia Civil, o grupo invadiu o local, ameaçou funcionárias e clientes com revólveres e roubou dinheiro do caixa, celulares e uma caminhonete Hilux. O crime aconteceu na madrugada de 16 de fevereiro.

Conforme a polícia, eles estavam encapuzados e com máscaras, o que fez a equipe de investigação se debruçar na análise de vídeos de monitoramento do local e das proximidades, além de outras diligências, para a identificação dos autores e a elucidação do crime.

Os agentes, então, conseguiram detalhes da conduta e características de cada assaltante, e foi representado pela prisão temporária do mentor do crime. Após deferimento do juízo da 2ª Vara Criminal de Tubarão e parecer favorável do Ministério Público, o homem acabou sendo preso em 3 de maio, com apoio da Polícia Militar.

Ainda no inquérito policial, foram levantadas outras provas periciais, resultando na representação por prisão preventiva dos outros dois assaltantes e pela conversão da prisão temporária do mentor em prisão preventiva.

Novamente, as solicitações foram endossadas pelo Ministério Público e deferidas pelo Juízo da 2ª Vara Criminal. O cumprimento das prisões, então, se deu na primeira semana deste mês. Dessa forma, o trio permanece preso e à disposição da Justiça.

Com informações do ND+

Notícias Relacionadas

Assaltantes de entregadores de lanches são presos em Orleans

Criminosos ligavam para o estabelecimento, realizavam o pedido e na hora da entrega levavam o dinheiro, o lanche e, até as motocicletas.

Presos traficantes que vendiam drogas em frente à casa de investigador em Braço do Norte

A prisão teve participação da Polícia Civil e Polícia Militar

Homens são presos tentando roubar materiais de uma creche em Criciúma

A creche passava por obras e os ladrões tentaram levar materiais da construção

TJSC julga e nega habeas corpus a quatro investigados presos na Operação Oxigênio

Os quatro investigados presos no âmbito da Operação O2 (Operação Oxigênio), que apura irregularidades no processo de dispensa de licitação para a compra emergencial de 200 respiradores pulmonares pelo governo do Estado.