Geral

Após ser encontrado enterrado, cão se recupera e passará por tratamento de quimioterapia em Balneário Rincão

Flecha foi resgatado com desidratação e diagnosticado com um tumor na região genital.

Divulgação

O cachorro resgatado em Balneário Rincão, no Sul de Santa Catarina, após ser encontrado enterrado em um terreno baldio, passa por tratamento em um hospital veterinário, onde foi diagnosticado com um tumor na região genital. Desde que foi encontrado, Flecha estava com sinais de desidratação e foi internado em Criciúma. A quimioterapia deve começar na quarta-feira (4).

O resgate do cão foi feito no sábado (29) por voluntários da Organização Protetora dos Animais (OPA) da cidade, uma organização não governamental. O animal estava com o corpo todo dentro da areia, apenas parte da cabeça para fora. O momento do salvamento foi registrado em um vídeo.

O médico veterinário Arthur Petroli, responsável pelo caso, disse que o cão tem alterações de sequelas causadas pela cinomose com tremores na cabeça e mandíbula. A doença atinge somente cães, e muitas vezes pode ser fatal.

“Clinicamente ele está bem estável.O tratamento quimioterápico terá de quatro a seis ciclos”, disse Petroli.

O destino de Flecha deve ser definido após o tratamento. O zelador Marciel Silveira Gomes, que foi até a ONG após ter conhecimento do caso, se identificou como responsável do cão, disse que estava trabalhando, quando foi comunicado de que o animal estava enterrado.

De acordo com a presidente da ONG, Emiliana Duarte, a decisão da tutela será feita em conjunta, entre o zelador que se apresentou depois do resgate e até mesmo a ONG, que quer tornar o animal mascote.

“Ele nasceu de novo. Queremos esclarecer o que aconteceu para ele ter sido encontrado enterrado, isso não pode ficar impune”, explica.

Com informações do site G1/SC

Notícias Relacionadas

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Psicologia auxilia no combate ao tabagismo

Personagens infantis interagem com crianças em tratamento oncológico; VEJA VÍDEO

Parceria entre Volcanum Creative Lab e Casa Guido proporcionou momento especial para crianças e registrou tudo em vídeo

Tubaronenses realizam campanha para bebê com síndrome rara

Doença faz com que Jonatas não tenha os movimentos do corpo. O tratamento no Brasil é apenas paliativo.