Geral

Arrecadação de SC tem alta histórica e soma R$ 4,5 bilhões em um único mês

Resultado foi impulsionado pela movimentação econômica causada pelas férias e circulação de turistas no Estado

Foto – Thiago Ghizoni

A arrecadação catarinense ultrapassou a barreira dos R$ 4,5 bilhões em janeiro, estabelecendo um novo recorde. Esse é o maior valor arrecadado em um único mês, segundo dados da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina (SEF/SC). O resultado foi impulsionado pela movimentação econômica causada pelas férias e circulação de turistas no Estado.

A marca representa crescimento nominal de 22,3% em relação ao mesmo mês do ano passado. Na prática, considerando a inflação de 4,6% do período (IPCA), houve aumento real de 16,9%.

O desempenho da arrecadação de janeiro de 2024 foi impulsionado pelo resultado acima da média de setores como o de combustíveis (alta nominal de 43,8%), supermercados (35,8%) e automóveis (31,8%). Todos os segmentos econômicos monitorados pela SEF/SC apresentaram crescimento.

Os números também refletem as medidas de gestão implementadas pelo Governo do Estado desde o ano passado, principalmente por meio do Plano de Ajuste Fiscal (Pafisc), que trouxeram mais segurança jurídica e fiscal ao ambiente de negócios.

— É mais uma prova de que podemos superar as dificuldades sem aumentar impostos. Com muita responsabilidade na gestão das contas, vamos continuar apoiando quem produz e faz Santa Catarina crescer — destaca o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello.

Projeção para 2024

Apesar de ser um resultado animador, o secretário Cleverson Siewert (Fazenda) observa que o cenário ainda impõe cautela à gestão estadual. A análise técnica da Fazenda aponta que o mês de janeiro é historicamente beneficiado pelo aquecimento da economia no período, quando muitas pessoas saem de férias e impulsionam o movimento no comércio, no turismo, além do consumo elevado de energia devido ao calor.

— A estabilidade fiscal e o equilíbrio nas finanças públicas são sensíveis aos movimentos do cenário macroeconômico. Precisamos manter os pés nos chão e a prudência que marcaram o primeiro ano de governo para garantir que o Estado continue no caminho do crescimento — analisa o secretário.

A projeção de crescimento da Fazenda para o decorrer de 2024 é mais modesta, com previsão de aumento real entre 6% e 7% ao final dos 12 meses. O ano passado terminou com crescimento real de 4,7% na receita tributária, confirmando as estimativas divulgadas em janeiro de 2023.

Com informações do NSC Total

Notícias Relacionadas

Homem leva tiros nas costas após confusão intensa ao sair de casa noturna em Turvo

Confusão provoca uma tentativa de homicídio em Turvo e deixa homem ferido com balas nas costas

Retorno da chuva? Após semana tranquila, tempo bom está com os dias contatos em SC

O fim de semana em SC traz uma variação de temperaturas, pois entre o sábado e o domingo podem ocorrer pancadas de chuvas em determinadas regiões

Criciúma cede o Majestoso mais uma vez ao Internacional

Jovem é preso por envolvimento em furto de motocicletas em revenda de Criciúma

O investigado já tinha sido preso por crime semelhante em 2023.