Geral

Assistentes sociais do Poder Judiciário estudam garantia do direito à convivência familiar de crianças e adolescentes

Os nove pesquisadores integrantes do grupo trabalharam na elaboração de um subprojeto para a produção e disseminação de conhecimentos e o aperfeiçoamento de metodologias de trabalho na área

Divulgação

Assistentes sociais do Poder Judiciário de Santa Catarina promoveram nesta semana, no município de Orleans, o encontro do Grupo d​e Estudos da Região Sul (GSUL). No primeiro momento, os nove pesquisadores integrantes do grupo trabalharam na elaboração de um subprojeto para a produção e disseminação de conhecimentos e o aperfeiçoamento de metodologias de trabalho na área da “Garantia do Direito à Convivência Familiar a Crianças Maiores e Adolescentes, Grupos de Irmãos, de Diversas Etnias, com Doenças e/ou Deficiências”, do Núcleo de Estudos e Pesquisas (NEP) da Academia Judicial.

Na sequência, o grupo abordou o I Seminário Estadual de Enfrentamento à violência contra a Mulher e I Mostra de Pesquisa Científica sobre Violência Contra a Mulher, que acontecerá em outubro, promoção conjunta da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cevid/TJSC) e do Núcleo de Pesquisas em Direito e Feminismos da UFSC (Lilith). Também trataram das eleições da Associação de Assistentes Sociais do Poder Judiciário de Santa Catarina (ACASPJ), além de discutirem e repassarem informações gerais.

Divulgação

Os pesquisadores que integram o GSUL são Ana Claudia Figueiredo, assistente social da comarca de Orleans; Dayana da Silva, assistente social da comarca de Criciúma; Gustavo Meneghetti, assistente social da comarca de Imaruí; Márcia Carboni da Silva Daros, assistente social da comarca de Meleiro; Luciane Neitzel Friedrich, assistente social de Turvo; Edcleyne Maria de Farias Santos Azevedo, assistente social de Jaguaruna; Roberta Cecília da Silveira, assistente social de Araranguá; Daniella Marcos Ferreira Felippe, assistente social de Forquilhinha e Larri Padilha Viega, assistente social de Urussanga.

Também participaram do encontro Andrea Rodrigues Gomes dos Santos e Gracieli Borla Costa, assistentes sociais da comarca de Tubarão; Priscila Moreira Fabre, assistente social de Imbituba; Pâmela Guimarães Lino, assistente social de Garopaba; Glissia Rejane Zaniboni, assistente social de Lauro Müller; Raquel da Silva Horner, assistente social de Içara e Jaqueline da Rosa Meggiato, da comarca de Braço do Norte. O encontro ocorreu na última quarta-feira (31).

Divulgação

Notícias Relacionadas

Mais de 5,7 mil crianças comparecem na 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Criciúma

Número superou a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde. Segunda etapa inicia dia 18 de novembro, com foco em adultos de 20 a 29 anos

Quatro adolescentes criam startup para fiscalizar os poderes de Criciúma

O objetivo dos jovens é reunir informações dos poderes Legislativo e Executivo do município de Criciúma em uma plataforma mais acessível.

Centro de Convivência: Siderópolis terá novo espaço para receber crianças, jovens, adultos e idosos

O local receberá grupos que integram o serviço de convivência, que totalizam 326 pessoas, entre crianças, jovens, adultos e idosos.

Semana termina com a garantia de revitalização da SC-390 ainda neste ano

Promessa do governador Moreira junto a empresários e lideranças de Orleans aconteceu nesta semana, em reunião plenária na ACIC.