Giro Estadual

Ataque contra bases da polícia em SC provoca operação e termina com atirador morto

Jovem de 26 anos, que teria atirado contra unidades de Itajaí e Balneário Piçarras na semana passada morreu durante confronto com a polícia

Divulgação

Foi morto em um confronto com a polícia o suspeito de atirar contra as bases da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar (PM) em Itajaí e Balneário Piçarras. Éden Lucas Coutinho, 26 anos, conhecido como “Biscoito”, foi localizado no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (9). Um comparsa dele foi preso em Itajaí por ajudá-lo a fugir para o Estado vizinho e por ter armas e munições escondidas.

Tudo começou na tarde desta segunda-feira (9), quando policiais militares de Itajaí foram até a casa onde estaria um suspeito, no bairro Cidade Nova. Depois de um breve monitoramento, abordaram o motorista de um carro que saía da residência. O condutor disse que era o sogro do homem que ajudou o atirador a fugir.

A polícia então foi até a casa do comparsa, que confirmou ter levado Éden para Terra de Areia, um município do Rio Grande do Sul. A PM encontrou no imóvel de Itajaí três carabinas, dois revólveres e quase 120 munições de diversos calibres. O homem foi preso.

Com a informação sobre a fuga do atirador para o Rio Grande do Sul, uma operação da PRF terminou com a localização de Éden Lucas. Ele teria reagido à abordagem e foi morto no confronto com os policiais, ainda conforme o relato da PM. Chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

Vídeo ajudou na identificação

Os tiros contra as bases das polícias foram filmados pelos criminosos. Um vídeo que passou a circular pelas redes sociais depois do ocorrido mostra o atirador disparando enquanto diz “aqui é PGC”, em referência à organização criminosa Primeiro Grupo Catarinense.

As imagens de exibicionismo favoreceram o trabalho dos investigadores. Primeiro, a motocicleta foi localizada e apreendida. Depois, PRF e PM identificaram a casa de onde partiram os criminosos antes do primeiro atentado em Balneário Piçarras.

Na sexta-feira (6), os policiais foram ao referido imóvel e encontraram o condutor que estava com Éden nos disparos contra a base em Itajaí. O outro motociclista que levou o atirador a Balneário Piçarras também foi identificado, mas somente o primeiro foi preso.

Festa, embriaguez e crime

Segundo o relato da PM, o motociclista preso revelou que naquela noite, depois que Éden voltou com outro comparsa do atentado à base da PM em Balneário Piçarras, eles foram a uma tabacaria em Balneário Camboriú, deixando a festa que ocorria na residência.

Éden teria voltado da tabacaria embriagado e pilotando a motocicleta, com o colega na garupa. Após se envolverem em um acidente de trânsito, o carona assumiu a direção. No caminho, já na madrugada de sexta, Éden teria pedido para o condutor passar em frente ao posto da PRF de Itajaí. Ele sacou a arma e disparou contra a unidade.

A investigação deve apontar se houve algum outro motivo para o ataque. A base da PM estava vazia naquela noite. Na da PRF uma equipe trabalhava, mas ninguém se machucou.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Veículo alugado e não devolvido é recuperado pela PRF na BR-101, em Tubarão

O motorista, de 32 anos, alegou ter locado o veículo em 2019 para trabalhar como motorista autônomo, e que não sabia da condição do veículo

Motorista morre e duas passageiras ficam feridas em acidente na BR-280, em SC

Colisão aconteceu por volta das 17 horas de quinta-feira, no Planalto Norte Catarinense, em em São Bento do Sul

Professor é indiciado por compartilhar pornografia infantil com alunos em SC

Justiça afastou o homem das salas de aula, e Secretaria de Estado da Educação abriu sindicância interna

Mudas de banana são doadas para as escolas municipais de Criciúma

Iniciativa é uma parceria entre a Gerência de Agricultura e Agronegócio e a Secretaria Municipal de Educação