Esporte

Atleta de xadrez de Criciúma é convocada para Seletiva Nacional Gymnasiade 2022

Ela representará Santa Catarina com mais cinco enxadristas catarinenses

Divulgação

Com 12 anos de dedicação ao xadrez, a atleta da FME Criciúma/ACX-Criciúma/UNESC/Nações/Librelato, Maria Clara Senger, de 16 anos, foi convocada para representar Santa Catarina na Seletiva Nacional da Gymnasiade 2022 em Aracajú (SE) com outros cinco enxadristas. A seletiva acontece entre os dias 27 e 31 de março.

Moradora do bairro Nossa Senhora da Salete, Maria Clara iniciou na modalidade com quatro anos, por meio de seu pai, também enxadrista, Marcelo Senger. “Estou muito feliz pela convocação, venho me preparando há bastante tempo. Vou me esforçar ao máximo para representar bem a minha escola e minha cidade, e buscar uma das vagas para o mundial”, declarou.

Por ser uma competição escolar, a atleta representará o Colégio Unesc. “A convocação da Maria Clara é muito importante para a nossa modalidade, estaremos na torcida pela conquista de uma das vagas para a fase mundial da competição”, destacou o coordenador técnico do xadrez de Criciúma, Claudionor Alcides Lima Pirola.

“O nosso xadrez vem crescendo a cada ano que passa, continuamos investindo e acreditando no esporte para que nossa modalidade siga figurando entre os melhores nas competições que participam e também encerramos 2021 estando entre os maiores de Santa Catarina”, enfatizou o presidente da FME Criciúma, Neto Uggioni.

Notícias Relacionadas

Motorista confunde pedais e mata a filha atropelada em SC

Em choque e com dores, condutora foi levada ao hospital

Pacote de crack enterrado ao lado de poste é apreendido em Tubarão

Com apoio do Canil, a droga foi localizada ao lado do poste, embalada e pronta para o comércio

Feagro 2022 é lançada em Braço do Norte

O prefeito, Beto Kuerten Marcelino, lembrou que o Município é o maior parceiro da feira

Setor de eventos vive retomada em SC, mas tem desafios como mão de obra e fornecedores

Festas, shows e grandes eventos do Estado retomam geração de emprego no segmento, que se ajusta após dois anos de paralisação