Saúde

Autismo em pauta em seminário promovido pela Apae de Orleans e Alesc

Antonio Eugênio Cunha, doutor em Educação (Foto: Miriam Zomer / Agência AL)

Antonio Eugênio Cunha, doutor em Educação (Foto: Miriam Zomer / Agência AL)

Orleans sediará um importante evento que contribuirá para o avanço das discussões do autismo, no que diz respeito às áreas da saúde e educação e também do trabalho bilateral entre pais e escola, além da inclusão escolar. Trata-se do 2º Seminário de Prevenção “Autismo: um novo jeito de ensinar, um novo jeito de aprender”.

O evento será realizado entre as 7h30min e as 18 horas do dia 17 de julho, no Centro de Vivências Museu ao Ar Livre, localizado no bairro Murialdo. O doutor em Educação Antonio Eugênio Cunha irá proferir duas palestras. A primeira, a partir das 10h30min, com o tema “Afeto e Aprendizagem”. À tarde, entre 13h30min e 18 horas, será realizada a palestra “Autismo e inclusão: da teoria à prática”.

Entre as temáticas abordadas, estão: O que é autismo? Inclusão escolar e social: como educar o aluno com autismo? Etiologia, identificação, construção do currículo funcional, autismo e processos cognitivos, práticas de ensino e propostas de atividades para a escola e a família. Além dele, Rafael Silva Fontenelle, profissional da saúde, e ativistas da causa, Rodrigo Tramonte, diagnosticado com Síndrome de Asperger, e Cátia Cristiane Punhajen Franzoi, mãe de autista.

O seminário, que tem como intuito também fomentar a discussão sobre temas como diagnóstico, inclusão e políticas públicas, é voltado a pais e profissionais da área da educação, saúde e assistência social, bem como autoridades e lideranças da esfera municipal e estadual. O evento é uma realização da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Escola do Legislativo, Apae de Orleans e Centro Universitário Barriga Verde – Unibave.

“É uma satisfação poder sediar um seminário tão importante para o aperfeiçoamento dos profissionais da área da educação e da saúde, pois estamos trazendo para Orleans os palestrantes mais gabaritados do país na área, visando uma melhor formação dos nossos profissionais”, destacou o presidente da Apae de Orleans, Lorenço Ascari Junior.

O evento é gratuito e aberto ao público. Entretanto, as 280 vagas disponíveis foram preenchidas em uma semana. “Infelizmente, pela limitação do espaço físico, as inscrições foram encerradas, mas iremos manter a parceria com a Assembleia Legislativa e com a Escola do Legislativo, para continuarmos trazendo eventos importantes para a nossa região, e, que servirão para ampliar os conhecimentos dos nossos profissionais”, adiantou o presidente.

O seminário de prevenção tem a presença confirmada do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, deputado Silvio Dreveck; do presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, deputado José Nei Ascari; do presidente da Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silvira, deputado Gelson Merisio; do deputado estadual Ricardo Guidi; além do presidente da Apae de Orleans.

Autista autismo

Foto: Divulgação

Autismo

O autismo é um transtorno de desenvolvimento que geralmente aparece nos três primeiros anos de vida e compromete as habilidades de comunicação e interação social. Crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) já começam a demonstrar sinais nos primeiros meses de vida: elas não mantêm contato visual efetivo e não olham quando você chama. O diagnóstico do autismo é clínico, feito através de observação direta do comportamento e de uma entrevista com os pais ou responsáveis.

O Transtorno do Espectro Autista, por apresentar diversas dificuldades do desenvolvimento humano, necessita do trabalho comprometido de todos os profissionais envolvidos com a educação e, principalmente, da dedicação e empenho dos familiares. Por isso, escola inclusiva, tendo em vista as necessidades educativas especiais apresentadas pelo autismo, é um importante fator para o relacionamento social e desenvolvimento das habilidades de todos os educandos com tal diagnóstico.

Programação – 17 de julho

7h30min às 8h30min – Recepção e Credenciamento

8 horas às 8h30min – Abertura oficial

8h30min às 10h30min – Mesa redonda “Autismo: socialização, inclusão e reabilitação”

Participantes: Cátia Cristiane Punhajen Franzoi, Rodrigo Tramonte e Rafael Silva Fontanelle

10h30min às 12h30min – Palestra: Afeto e aprendizagem

Palestrante: Antônio Eugênio Cunha

12h30min às 13h30min – Intervalo para almoço

13h30min às 18 horas – Palestra: Autismo e inclusão: da teoria à prática

Palestrante: Antônio Eugênio Cunha

Temáticas: O que é autismo? Inclusão escolar e social: como educar o aluno com autismo? Etiologia, identificação, construção do currículo funcional, autismo e processos cognitivos, práticas de ensino e propostas de atividades para a escola e a família.

18h15min – Encerramento e Coffee Break

Conheça os participantes:

Antônio Eugênio Cunha
Doutor em Educação pela Universidade Estácio de Sá, possui graduação em Programa Especial de Formação de Docentes pela Universidade Cândido Mendes (2005), especialização em Docência do Ensino Superior (2006), Psicopedagogia (2007) e graduação em Comunicação Social pelo Centro Universitário Augusto Motta (1984). Atualmente, é professor e psicopedagogo da Faculdade Cenecista de Itaboraí (FACNEC), professor do Centro Brasileiro de Pesquisa – Censupeg, pesquisador da Universidade Federal Fluminense (Políticas Públicas em Educação), palestrante para professores do Sistema Montessori, da Educação Especial e do Ensino Regular. Autor dos livros “Afetividade na prática pedagógica: Educação, TV e Escola”, “Afeto e aprendizagem: amorosidade e saber na prática pedagógica”, “Autismo e Inclusão: práticas educativas na escola e na família”, “Práticas pedagógicas para inclusão e diversidade” e “Autismo na escola: um jeito diferente de aprender, um jeito diferente de ensinar”, publicados pela WAK Editora. Tem experiência na área de educação, com ênfase no ensino de crianças com dificuldades de aprendizagem e autismo.

Rafael Silva Fontenelle
Fisioterapeuta na AMA Litoral – SC e docente colaborador na Universidade do Vale do Itajaí. Formado em 2001, em Fisioterapia, com especialização em Fisioterapia Neurológica, atua na área da reabilitação neurológica. Docente colaborador na disciplina de Neurologia do curso de Fisioterapia da Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, docente na disciplina de Neurologia e Recursos Hídricos no curso de Fisioterapia na UNIVALI. Pós-graduado em Acupuntura pela IBRATE, em 2015. Realiza palestras e estudos na área de reabilitação neurológica e neuropsiquiatria. Pós-graduado em Fisioterapia Neurológica e Acupuntura, profere palestras sobre neurodesenvolvimento psicomotor e autismo e Síndrome de Asperger.

Rodrigo Tramonte
Cartunista e caricaturista profissional, formado em Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e especialista em Produção Multimídia pelo Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina (CESUSC). Teve diversos trabalhos selecionados para festivais, como o Salão Universitário de Humor de Piracicaba de 2003 e o Anima Mundi Web de 2007 e 2008. Depois de passar por algumas agências de publicidade e empresas de material didático de Florianópolis, decidiu dedicar-se à carreira de freelancer. Atualmente, trabalha com ilustrações em estilo cartoon, para livros e quadrinhos, e caricaturas ao vivo em eventos.

Aos 30 anos, Rodrigo descobriu ser uma pessoa com Síndrome de Asperger, um tipo de autismo de grau mais leve, e passou a colaborar com ONGs pró-autismo e a fazer palestras de conscientização sobre o tema, nas quais fala sobre como utilizou o seu talento artístico para superar as suas dificuldades. Além de sua terra natal, Florianópolis, o autor fez palestras em cidades como Belo Horizonte (MG), Ribeirão Preto (SP), Imbituba (SC), Piracicaba (SP) e Montes Claros (MG), e recebeu homenagens nas Câmaras de Vereadores de Florianópolis e São José, pelos seus trabalhos realizados em prol dos autistas.

Cátia Cristiane Punhajen Franzoi
Mãe de autista, possui Licenciatura em Pedagogia, Pós-Graduação – Especialização em Práticas Pedagógicas e Interdisciplinares em Educação Especial. Presidente fundadora da AMA Litoral – SC Associação de Pais e Amigos do Autista., atua na área de Coordenação Administrativa e é professora de Apoio Pedagógico Especial e presidente da Associação Catarinense de Autismo – ASCA.

Notícias Relacionadas

ExpoMais é oficialmente lançada nesta segunda-feira

O evento terá palestras principais com nomes de renome nacional, além de outros espaços que estarão à disposição do público e que serão reveladas no evento de lançamento desta segunda-feira.

Seminário discute desenvolvimento da cadeia leiteira no Sul de Santa Catarina

Teoria, prática e emoção: alunos de Medicina Veterinária do Unibave auxiliam em partos de animais

Nos últimos dias, acadêmicos viveram a experiência de auxiliar na realização de partos de animais - uma cesárea e outro normal.

Instituições de ensino da região informam sobre situação das aulas