Esporte

Banana Bowl encerra com show nas quadras e elogios dos atletas

Maior competição de tênis infantojuvenil da América Latina e uma da mais importantes do mundo encerrou neste sábado na S.R. Mampituba em Criciúma

Divulgação

Uma manhã de sol, com um grande público, muita alegria e festa. Assim foram as finais do 52º Banana Bowl nas quadras da Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma, neste sábado (26). Após pouco mais de uma semana de competição, quase duas mil pessoas entre atletas, técnicos e público passaram pelo clube.

“Tudo isso é possível porque existe a junção de entidades comprometidas. A Confederação Brasileira, as federações locais no caso aqui a Federação Catarinense de Tênis, na pessoa do Alexandre Farias, que colocou o Mampituba como clube parceiro sendo sede da Copa Davis, do Banana Bowl, estando habituado a receber grandes eventos”, destacou o presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e da Confederação Sul-Americana de Tênis (Cosat), Rafeel Westupp.

O presidente da Federação Catarinense de Tênis (FCT), Alexandre Farias, destacou a importância para o Santa Catarina em receber mais um Banana Bowl. “ Agradecer a Confederação Brasileira que nos deu a chancela para mais um vez realizarmos esse grande evento”, ressaltou.

Segundo o presidente do Mampituba, Larciney Antônio Fabris, foi uma honra para o clube receber pelo sexto ano consecutivo o maior torneio infantojuvenil de tênis da América Latina e um dos maiores do mundo.

“Tivemos 35 países reunidos aqui, que honra. Esperamos que ano que vem possamos receber mais uma edição desse grande torneio. Para nós, para a cidade de Criciúma, é muito importante e foi gratificante sediar mais uma edição do Banana Bowl. Gostaria de agradecer a CBT, a Federação Catarinense todos os parceiros e em especial a nossa equipe de trabalho que não mediu esforços para fazer uma das melhores edições do torneio”, exaltou o presidente.

“Um dos meus torneios favoritos”, afirma americano campeão

O campeão da categoria 18 anos masculino, principal do Banana Bowl, foi o norte-americano Nishesh Basavareddy (82º). Ele derrotou o esloveno Bor Artnak (28º) por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4. Após a partida, ele elogiou a estrutura do clube e agradeceu a torcida brasileira.

“Estava ótimo, na quadra principal a atmosfera era muito boa, muitos torcedores. Eu fui à fisioterapia todos os dias e estava perfeito, com uma grande estrutura. A comida estava boa. Eu aproveitei o torneio e no geral é definitivamente um dos meus torneios favoritos”, destacou o jovem de 16 anos que agora retorna para casa com o troféu do Banana Bowl e Brasil Juniors Cup realizado em Porto Alegre na última semana.

Já na categoria 18 anos feminino, a campeã foi a tcheca Lucia Havlickova (43ª no ranking mundial ITF). Ela venceu a canadense Annabelle Xu (50ª) por 2 sets a 0, com duplo 6/2. Para a campeã, as condições do tempo, a estrutura do clube e do torneio, além da cidade, foram os diferenciais.

“O clube é muito bom, tem muitas quadras, então foi muito bom para nós. O Hotel estava perfeito, muito bom o café da manhã, tudo estava ótimo. O tempo foi muito bom, choveu só um dia. Não esperava ser campeã, estou muito feliz. Esse é o título mais importante da minha carreira”, disse a jovem tenista de 16 anos.

O Banana Bowl tem grau de pontuação JA e está entre os principais do ranking mundial da ITF na categoria 18 anos. O torneio recebeu ainda as categorias 14 e 16 anos, que pontuam para o ranking sul-americano, e a categoria 12 anos, valendo para o ranking nacional da CBT.

Brasileiros são campeões nas categorias 16 e 14 anos

Valendo pontos para o ranking sul-americano, as categorias 16 e 14 anos tiveram brasileiros como campeões nas chaves masculinas. Na 16 anos, o paranaense Gustavo Almeida manteve a hegemonia no continente e faturou o título com a vitória sobre o argentino Ramiro Toninelli por 2 sets a 0: 6/0 e 6/2. Nos 14 anos, o brasiliense Pedro Chabalgoity superou Dante Pagani, da Argentina, por 6/3 e 6/4.

Também foram destaques entre os mais jovens as atletas Yasmin Costa e Victoria Barros, que terminaram, respectivamente, com a segunda colocação nas categorias 16 e 14 anos.

O Banana Bowl é realizado pela Confederação Brasileira de Tênis, com a chancela da Federação Internacional de Tênis (ITF) e da Confederação Sul-Americana de Tênis. O torneio tem o patrocínio de BRB – Banco de Brasília, Adega Online, W.A. Sport, Wilson, Água Santa Rita e Prefeitura de Criciúma. Apoio da Federação Catarinense de Tênis e Sociedade Recreativa Mampituba.

Resultados de sábado

18 anos
Nishesh Basavareddy (USA) d. Bor Artnak (SLO) 61 64
Lucia Havlickova (CZE) d. Annabelle Xu (CAN) 62 62

16 anos
Gustavo Almeida (BRA) d. Ramiro Toninelli (ARG) 60 62
Francesca Bunikowska (PER) d. Yasmin Costa (BRA) 62 63

14 anos
Pedro Chabalgoity (BRA) d. Dante Pagani (ARG) 63 64
Sabrina Balderrama (VEN) d. Victoria Barros (BRA) 75 76(3)

12 anos
Livas Damazio d. Thaigo Santana 61 64
Nahuhany Silva d. Maria Eduarda 60 61

Notícias Relacionadas

Caminhão cai em rio após ponte quebrar no interior de Orleans; veja vídeo

Acidente foi registrado na tarde desta terça-feira, dia 17, e as causas serão apuradas.

Neve cai pela segunda vez em Santa Catarina nesta terça-feira; veja vídeo

Fenômeno já havia sido registrado pela manhã. Condição favorável segue até madrugada de quinta-feira, segundo Epagri/Ciram.

Revista Legislativa

Projeto Gol do Brasil é lançado em Cocal do Sul

Lançamento ocorreu na última sexta-feira, dia 13.