Geral

Bolsonaro é alvo em manifestações do Dia Internacional da Mulher

Além da capital, houve manifestações pela manhã em Belém, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Aracaju e Maceió.

Divulgação

As marchas da manhã deste domingo, Dia Internacional da Mulher, acentuaram o tom político, como era previsto, e elegeram como alvo o governo Bolsonaro. O clima de oposição ficou mais acirrado depois da convocação do presidente para as manifestações de apoio no próximo domingo, 15. Os protestos passaram a incluir entre suas bandeiras, além das questões ligadas à mulher, a defesa da democracia e o respeito à Constituição.

Em Brasília, cerca de 3,5 mil mulheres, segundo os organizadores do I Encontro Nacional das Mulheres Sem Terra, saíram em ato pelo Parque da Cidade. Entre os cartazes, a era ampla a galeria de temas: racismo e o preconceito contra pessoas LGBTs, o esclarecimento do assassinato de Marielle Franco e posicionamentos contra o fascismo e o patriarcado, entre outros.

Com informações do Jornal Notisul

Notícias Relacionadas

Bolsonaro sanciona medida que concede R$ 16 bi a estados e municípios

Presidente vetou um dos dispositivos da MP

Ciclone em SC: Bolsonaro garante apoio do Governo Federal para reconstrução de estruturas danificadas

Governador solicitou que Aneel modifique protocolos de linhas subterrâneas de energia, para minimizar danos

Bolsonaro sanciona MP que criou programa de manutenção do emprego

Medida prevê suspensão de contratos e redução de jornada e salários

Bolsonaro diz que há estudos para baixar impostos de jogos eletrônicos

Atualmente o IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados] varia entre 20 e 50%.