Litoral

Bombinhas retoma cobrança de pedágio ambiental nesta terça-feira

Sem possibilidade de pagamento à distância, os carros que vêm de fora do país são cobrados na chegada à cidade.

Foto: Marcos Porto / Agencia RBS

Foto: Marcos Porto / Agencia RBS

A Taxa de Proteção Ambiental (TPA) volta a ser cobrada de turistas em Bombinhas nesta terça-feira (15). A cobrança ocorre até o dia 15 de abril de 2017, para custear prejuízos ambientais, conforme a prefeitura. A taxa foi implantada no município do Litoral Norte de Santa Catarina em 2014.

Até 31 de dezembro, a tarifa é de R$ 24 para veículos de passeio, R$ 36 para caminhonetes e furgões, R$ 48 para vans e micro-onibus, R$ 72 para caminhões e R$ 120 para ônibus. Motociclistas pagam R$ 3.

A partir de 1º de janeiro, de acordo com a prefeitura, a taxa deve sofrer reajuste, já que os valores da TPA usam como base a Unidade Fiscal de Referência Monetária (UFRM), que tem alteração anual. Até esta segunda (14), o município não havia divulgado o reajuste previsto.

Formas de pagar

Quando um veículo de turista entra no município, a placa é registrada por radares em um sistema eletrônico de leitura de placas. A partir daí, é preciso pagar a taxa em um dos locais cadastrados na cidade, estabelecimentos comerciais ou ponto oficial de recolhimento da TPA. A taxa também pode ser paga pela internet.

A cobrança é feita por registro de entrada do município. Caso o turista permaneça na cidade por mais de um dia consecutivo, ele paga apenas uma taxa. Se ele decidir ir para outras cidades da região, paga a cada vez que entrar no município.

O prazo máximo para pagamento sem multa é de 30 dias contados a partir da entrada.

Conforme a prefeitura, os veículos com placa estrangeira são os únicos abordados fisicamente por agentes em dois acessos a Bombinhas e devem pagar antecipadamente. Segundo a prefeitura, fiscais e atendentes são capacitados em espanhol.

Isentos

São isentos da cobrança veículos quetransportam artistas e aparelhagem para espetáculos, feiras, convenções, veículos de empresas concessionárias de serviços públicos e veículos de trabalhadores no município.

A prefeitura também realiza o cadastro de isenção dos veículos em nome de proprietário de imóvel. Carros licenciados no município Bombinhas e Porto Belo também são isentos.

Com informações do G1 SC