Segurança

Botão do pânico leva à prisão homem que invadiu a casa da ex-mulher em SC

Polícia conseguiu localizar e prender o agressor

Divulgação

Uma mulher conseguiu escapar das ameaças do ex-companheiro ao acionar o botão do pânico – uma ferramenta de proteção a mulheres que sofrem violência doméstica. A vítima teve a casa invadida pelo agressor na manhã desta segunda-feira (7) em Indaial, no Médio Vale do Itajaí, e o homem disse que iria matá-la.

Ele tentou escapar, mas acabou preso.

Era por volta das 8h quando a Polícia Militar recebeu o chamado feito através do aplicativo de celular e foi até a casa da mulher. Lá constataram que o homem arrombou uma janela da residência para conseguir entrar. Conforme o relato à polícia, o ex-companheiro tentou agredi-la e afirmou que iria tirar a vida dela.

A mulher foi encontrada em estado de choque na frente de casa quando a viatura chegou. O agressor tentou fugir, mas foi preso em flagrante pela PM e levado à delegacia por descumprir a ordem judicial para que não se aproximasse da vítima.

O que é o botão do pânico

É uma ferramenta disponível através do aplicativo PMSC Cidadão. A funcionalidade é disponibilizada para mulheres que têm medidas protetivas em vigor. O objetivo é facilitar o pedido de socorro em casos de urgência, sem a necessidade de a vítima fazer uma ligação e explicar o que está ocorrendo.

É possível solicitar uma medida protetiva na delegacia. A mulher deve apresentar provas da situação de risco ou indicar testemunhas que presenciaram a violência ou saibam do perigo vivido pela mulher, especialmente se a proteção se estender para filhos ou familiares da pessoa sob risco de violência.

Segundo a Polícia Civil, entre as restrições que o agressor pode sofrer por conta da medida estão a obrigação de manter uma distância mínima da mulher, da casa e do trabalho dela; manter distância de familiares e testemunhas; cortar todo tipo de contato, incluindo telefônico, por Whatsapp e redes sociais.

O homem também pode perder direito a posse de arma de fogo e ser impedido temporariamente de visitar filhos menores.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Embarcação vira com quatro pescadores no Balneário Rincão

Ocorrência foi atendida pelo Serviço Aeromédico (Saer)

Covid-19: chega ao fim estado de emergência em saúde pública no Brasil

Segundo o governo, nenhuma política pública de saúde será interrompida

Homem de 57 anos é preso após tentar beijar menina de 11 anos à força, em Orleans

Fato ocorreu na Rua Aristiliano Ramos, na tarde deste sábado, dia 21.

Número de transplantes de rim caiu nos últimos dois anos

Sociedade Brasileira de Urologia lançou campanha para estimular doação