Geral

Braço do Norte faz ação para combate ao abuso e exploração infantojuvenil

O dia 18 de maio é marcado como o dia de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes

Divulgação

O dia 18 de maio é marcado como o dia de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes e, em Braço do Norte, a data foi lembrada com um pedágio informativo, realizado pela Secretaria de Assistência Social, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Creas e Cras.

De acordo com a secretária de Assistência Social, Gisely Heidemann Perin Meurer, de maio de 2018 até o momento foram registrados 30 casos de abuso infanto-juvenil. “É preciso orientar e estimular a população a realizar denúncias sempre que necessário. A melhor maneira de proteger crianças e adolescentes de possíveis abusos e explorações é ficar atento”, comentou.

O abuso sexual infantojuvenil ocorre quando uma pessoa usa uma criança ou um adolescente para satisfazer seu desejo sexual, ou seja, é qualquer jogo ou relação sexual, ou mesmo ação de natureza erótica, destinada a buscar o prazer sexual com uma criança ou adolescente. Também pode ser qualquer forma de exploração sexual de criança e adolescente (incentivo à prostituição, à escravidão sexual, ao turismo sexual e à pornografia infantil).

Divulgação

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Clínicas e laboratórios particulares de Braço do Norte terão que informar a Prefeitura sobre exames para Covid-19 realizados

O Decreto 026/2020, assinado pelo prefeito, Beto Kuerten Marcelino, na noite deste domingo (12), visa garantir a transparência sobre os dados da doença no Município.

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.

Interessados em oferecer serviços de transportes com plataformas digitais têm 30 dias para se regularizar em Braço do Norte

Após 30 dias, aqueles que estiverem exercendo o transporte remunerado de passageiros e não estiverem regularizados estarão sujeitos às medidas estabelecidas na Lei Complementar 487/2019.