Saúde

Braço do Norte registra o primeiro caso de dengue autóctone

Não existe vacina contra a dengue, a única forma de prevenção ainda é não deixar água parada.

Divulgação

Braço do Norte confirmou, nesta quarta-feira, 11, o primeiro caso de dengue autóctone, o que significa que o paciente foi contagiado com a doença no Município. Trata-se de uma mulher de aproximadamente 40 anos, residente em Gravatal, porém, contraiu a doença em Braço do Norte.

De acordo com a equipe do Programa de Combate às Endemias da Vigilância em Saúde de Braço do Norte, durante o ano de 2022 Santa Catarina registrou mais de 32 mil casos de dengue. “Estamos em um ano muito crítico, muito por conta do clima favorável à proliferação do vetor”, explica a agente de endemias, Cibele da Silva.

Segundo ela, Braço do Norte registrou 10 focos do mosquito Aedes Aegypti desde janeiro até maio. “Isso já havia acendido um alerta, agora que já temos a doença, a atenção deve ser redobrada”.

A indicação da Secretaria de Saúde é que uma unidade de saúde seja procurada caso haja sintomas como febre alta persistente, fadiga, dores de cabeça, dores nas articulações, dores atrás dos olhos, manchas avermelhadas pelo corpo, diarreia ou vômito. “Muito importante, nesse momento, que a população não se automedique, pois isso pode agravar os sintomas e podendo desenvolver a forma mais grave da doença: a dengue hemorrágica.

Vamos todos fazer nossa parte, pois a dengue mata!”, alerta o secretário de Saúde, Sérgio Arent.

Não existe vacina contra a dengue, a única forma de prevenção ainda é não deixar água parada.

Notícias Relacionadas

Operação “Street Cleaner” é deflagrada na cidade de Lauro Müller

Com o intuito de controlar o tráfico de drogas a ação foi realizada na região de Barreiro, no distrito de Guatá

Homem é achado morto em cama de hotel em SC

Ele estava no município para o evento de uma empresa de climatizadores evaporativos; vítima foi identificada como Geraldo Paulo Marques

Bandidos esquartejam vacas para roubar carne em cidade do Norte de SC

As vacas foram esquartejadas em uma fazenda na localidade de Mafra; prejuízo deve ser de mais de R$ 35 mil

Duas cidades de SC estão entre as mais solidárias do país segundo a ONU; saiba quais

Municípios são destaque no atendimento e acolhimento a refugiados e migrantes