Geral

Brasil bate recorde de consumo de energia em ano mais quente da história

Consumo de energia de novembro é o maior no Brasil desde 2004, segundo a EPE (Empresa de Pesquisa Energética)

Foto: Divulgação

Atingindo 46.407 GWh (gigawatts-hora), o Brasil bateu seu segundo recorde consecutivo de consumo de energia elétrica em novembro, após alta em outubro. O valor significa uma alta de 8,5% em comparação com novembro de 2022, segundo a EPE (Empresa de Pesquisa Energética).

A empresa informa ainda que este foi o maior consumo de toda a série histórica desde 2004.

Quer receber as principais notícias da região? Clique aqui e entre no nosso grupo de WhatsApp e fique atualizado de forma rápida e confiável 

“Assim como em outubro, impulsionado pelas ondas de calor, as classes residencial e comercial registraram taxas de expansão de dois dígitos. O consumo industrial também avança e contribui para a alta. No acumulado em 12 meses, o consumo nacional registrou 527.073 GWh, alta de 7,5% em comparação ao período imediatamente anterior”, informou a EPE.

Quanto ao ambiente de contratação, com 18.482 GWh, o mercado livre respondeu por 39,8% do consumo nacional de energia elétrica em novembro, registrando crescimento de 9% no consumo e de 22% no número de consumidores, na comparação com novembro de 2022.

Já o mercado regulado das distribuidoras, com 27.925 GWh, respondeu por 60,2% do consumo nacional de eletricidade em novembro, alta de 8,1% na comparação com 2022, enquanto o número de unidades consumidoras aumentou 2,3% no período.

2023 foi o ano mais quente já registrado

Este ano já registrou seis meses e duas estações que bateram recorde global de calor. Novembro foi o mês mais quente já registrado globalmente, com ondas de calor na casa dos 40ºC e temperatura média do ar na superfície de 14,22ºC.

A temperatura de janeiro a novembro foi 0,13ºC mais alta do que a média do mesmo período em 2016, até então o mais quente já notificado, segundo o Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus.

Se mantenha informado em tempo real! Clique aqui e siga o Sul in Foco no Instagram. Informações e notícias sobre a região na palma da sua mão!

Os demais meses de 2023 também se encontram entre os dez mais quentes, em comparação à última década. De janeiro até novembro, a temperatura média registrada no planeta foi a maior já vista, com 1,46ºC acima da temperatura média do período pré-industrial.

Com informações do ND+

 

Notícias Relacionadas

Homem leva tiros nas costas após confusão intensa ao sair de casa noturna em Turvo

Confusão provoca uma tentativa de homicídio em Turvo e deixa homem ferido com balas nas costas

Retorno da chuva? Após semana tranquila, tempo bom está com os dias contatos em SC

O fim de semana em SC traz uma variação de temperaturas, pois entre o sábado e o domingo podem ocorrer pancadas de chuvas em determinadas regiões

Criciúma cede o Majestoso mais uma vez ao Internacional

Jovem é preso por envolvimento em furto de motocicletas em revenda de Criciúma

O investigado já tinha sido preso por crime semelhante em 2023.