Saúde

Brasil deve indicar 4ª dose contra Covid para maiores de 80 anos ainda nesta semana

Ministério da Saúde já recomenda a aplicação em pessoas imunocomprometidas acima de 12 anos

Divulgação

O Ministério da Saúde deve recomendar a quarta dose para idosos com 80 anos ou mais ainda nesta semana. Alguns estados já estão adotando por conta própria a nova dose adicional.

A quarta dose já vinha sendo estudada pela pasta. Em fevereiro, entretanto, a Saúde não recomendou a quarta dose por entender que ainda não havia dados científicos que comprovassem a sua necessidade.

Segundo pessoas que acompanham as discussões, falta ainda a análise de um estudo sobre o tema.

O Ministério da Saúde já recomenda a aplicação de quarta dose da vacina da Covid-19 em pessoas imunocomprometidas acima de 12 anos.

Estão entre esse público, por exemplo, quem está passando por quimioterapia contra o câncer, fez algum tipo de transplante de órgão ou de células tronco, vive com HIV/Aids ou faz hemodiálise.

Em nota, o ministério orientou que o esquema primário de vacinação desse grupo deve ser feito com três doses –primeira, segunda e a dose adicional– com intervalo de oito semanas entre elas. A quarta dose deve ser feita quatro meses depois.

“Após a conclusão desse esquema, é recomendada ainda uma dose de reforço quatro meses após a terceira dose (ou dose adicional). Essa orientação já vale para a população adulta, com mais de 18 anos, com alto grau de imunossupressão”, disse a Saúde.

Mesmo que a Saúde ainda não tenha recomendado a quarta dose, alguns estados já começaram essa aplicação.

Os estados e municípios não são obrigados a seguirem as recomendações do governo federal e podem elaborar regras próprias para o combate à pandemia, como reforçou o STF (Supremo Tribunal Federal) em decisão de 2020.

Em São Paulo a aplicação teve início nesta segunda-feira (21) em idosos acima de 80 anos de idade. Só poderão receber a quarta dose aqueles que há pelo menos quatro meses tomaram a terceira dose.

Nessa nova etapa, em São Paulo, o público alvo receberá qualquer um dos quatro imunizantes aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária): AstraZeneca, Coronavac, Janssen ou Pfizer.

No Espírito Santo, a aplicação da quarta dose da vacina contra a Covid-19 também começou nesta segunda. Ela é recomendada para pessoas com 60 anos ou mais.

A quarta dose também vem sendo adotada em outros países. A França anunciou uma quarta dose da vacina contra Covid para pessoas com mais de 80 anos que receberam a dose de reforço há mais de três meses. O anúncio foi feito após um repique de casos.

Na Alemanha, a comissão de vacinação recomendou uma quarta dose, após seis meses da terceira, para grupos de risco, como aqueles com mais de 70 anos, imunossuprimidos, pessoas que vivem e trabalham em casos de repouso e profissionais de saúde.

Nos EUA, a Pfizer tenta autorização da FDA (agência americana de regulação de drogas e alimentos) para uma quarta dose de sua vacina em pessoas com mais 65 anos ou mais.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Cinco suspeitos de tráfico de drogas são presos em SC

Prisões ocorreram por meio da "Operação Tarrafa" da Polícia Civil

SC monitora varíola do macaco após 90 casos confirmados em ao menos 12 países

Até o momento, não há registros de casos de varíola dos macacos no Brasil; vírus é semelhante ao da varíola humana, inclusive nos sintomas

Dívida de R$ 2 mil motivou tiros contra sargento da PM em SC

Policial Militar foi vítima de uma tentativa de homicídio na madrugada do último sábado (21); quatro suspeitos foram presos

SC tem quase 100% de taxa de ocupação de leitos de UTI pediátricos e neonatais

Ocupação de leitos de UTI pediátricos chega a 97,9% no Estado; bebê de dois meses aguarda abertura de leito em hospital da Capital para realizar cirurgia