Geral

Brasileiros aumentam consumo de feijão diante da alta do preço da carne e dos ovos

Em mil cidades brasileiras, a presença do produto no carrinho de supermercado cresceu expressivamente

Foto: Patrick Rodrigues, Santa

O medo da inflação e a queda da renda da população tem feito com que as pessoas comprem mais feijão e e deixem outras proteínas de lado, como ovos e carnes. Segundo informações divulgadas pelo jornal Valor Econômico, a entressafra deve fazer com que o preço do feijão carioca aumente até o fim de abril, com tendência de estabilidade até meados de maio, quando a safra de Minas Gerais e do Paraná começar a chegar ao mercado.

Uma pesquisa feita a pedido do Valor Econômico e realizada pela empresa Horus apontou que a presença do feijão nos carrinhos de supermercados de mil cidades brasileiras cresceu expressivamente em pouco mais de um ano.

No mês de março deste ano, o produto esteve em 9,9% das compras. Já em 2021, os percentuais foram de 6,9% no mês de janeiro, 6,8% em fevereiro e 7% em março. Esse aumento foi registrado apesar da alta dos preços do grão que, segundo o IPCA, foi de 4,77% para o feijão carioca e de 3,05% para o feijão preto, comparando fevereiro de 2022 ao mesmo período do ano passado. 

O levantamento também mostrou que em fevereiro deste ano a presença do produto nos carrinhos foi de 2,1, ou seja, mais de dois pacotes. Em março, esse número foi de 2,2. Já nos mesmos meses de 2021, a média foi de 1,9.  

Brasileiros aumentam consumo de feijão diante da alta do preço da carne e dos ovos

Horus, Reprodução, Valor Econômico

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Coração viaja 200 km de helicóptero para ser transplantado em SC

Para o coordenador do projeto, o médico Joel de Andrade, o tempo é um fator essencial para este tipo de operação

Quadrilha suspeita de sequestrar caminhoneiros é presa em SC

A partir da investigação da DIC de Joinville, sete pessoas foram presas nesta sexta-feira; três caminhoneiros em cativeiro foram libertados

Covid: ministério recomenda dose de reforço para adolescentes

Imunizante deve ser aplicado quatro meses após segunda dose

Aneel mantém bandeira tarifária verde para junho

Com isso, contas de luz ficam sem cobrança extra no próximo mês