Segurança

Buscas são encerradas sem êxito pela procura do corpo do jovem Rodriguinho

Depois de horas de escavações com o auxílio de uma retroescavadeira, a Polícia Civil descartou o possível lugar onde estaria enterrado o corpo do jovem Rodrigo Pandini Goulart, desaparecido há um ano e três meses.

Nessa segunda-feira (17) o terreno baldio no Distrito de Guatá foi vistoriado pelo delegado Ivaldo Gregório Inácio que informou que não haverá mais buscas naquele local. “Recebemos uma denúncia que o corpo do jovem poderia estar aqui. Não tivemos êxito nas buscas depois de uma procura minuciosa”, declarou. O local fica no final da Rua Arataú, popularmente conhecida por "Rua do Xisto".

Ainda segundo o delegado, as investigações continuarão até que o caso seja finalizado.

O jovem desapareceu no dia 18 de dezembro de 2012, quando saiu de sua residência com destino ao Distrito de Guatá, cerca de 5 km do bairro Santa Bárbara, onde residia.

A última vez que Rodrigo foi visto, usava uma camiseta preta, bermuda jeans desbotada e calçava um tênis cano longo marrom.

  • 58148a34083bfa43a05de4392f8e9775
  • 34e23d76c669cd40b35b7263ce9bda59
  • eec4ca0b8a13428b45d5c2b8213cbf0b
  • a7694d524e477067268e9d71a03fc24b
  • 28d49d802f7599202582b2fdfea8cf44