Segurança

Cães dos bombeiros encontram corpo de mulher desaparecida há cinco dias em SC

Vítima foi encontrada enterrada no bairro Gioppo, região central da cidade; o caso é tratado como homicídio

Divulgação

Três cães do Corpo de Bombeiros de Caçador, no Meio-Oeste de Santa Catarina, encontraram, na quarta-feira (24), o corpo de uma mulher desaparecida há cinco dias. Um dos animais, especializado em restos mortais, escavou e indicou o local.

A vítima foi identificada pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) como Dioneide dos Santos, natural de Curitiba, no Paraná.

A procura, que teve acompanhamento da Polícia Civil, começou por volta das 13h30 e durou cerca de 3 horas. Os outros dois cães são especializados em procura por pessoas vivas, segundo a ocorrência. O caso é tratado como homicídio, de acordo com a polícia.

A mulher, de 44 anos, estava desaparecida desde o dia 19 de novembro, conforme informou o delegado responsável pelo caso, Marcelo Colaço. Ela foi vista pela última vez em um local público. Um veículo a teria abordado e a retirado do local, segundo a investigação.

O carro foi apreendido pela polícia e pessoas já foram ouvidas, conforme informou Colaço. Durante a investigação, houve denúncias sobre o crime e, de acordo com o delegado, informações sobre o local onde estaria o corpo. A mulher foi encontrada enterrada no bairro Gioppo, região central da cidade.

A investigação do caso segue em andamento. A Polícia Civil não informou se já há suspeitos.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Motorista confunde pedais e mata a filha atropelada em SC

Em choque e com dores, condutora foi levada ao hospital

Pacote de crack enterrado ao lado de poste é apreendido em Tubarão

Com apoio do Canil, a droga foi localizada ao lado do poste, embalada e pronta para o comércio

Feagro 2022 é lançada em Braço do Norte

O prefeito, Beto Kuerten Marcelino, lembrou que o Município é o maior parceiro da feira

Setor de eventos vive retomada em SC, mas tem desafios como mão de obra e fornecedores

Festas, shows e grandes eventos do Estado retomam geração de emprego no segmento, que se ajusta após dois anos de paralisação