Poderes Municipais

Câmara aprova doação de terras do Instituto Leonardo Murialdo para a Prefeitura de Orleans

Em sessão nesta segunda-feira (3), os vereadores ainda abordaram a preservação ambiental em áreas às margens do Rio Tubarão

Letícia de Oliveira/Sul In Foco

A sessão da Câmara de Vereadores de Orleans desta segunda-feira (2) foi marcada pela votação de quatro projetos de lei. Presidido pelo vereador Hildegart Thessmann Durigon, a sessão ainda abordou temas como a preservação do meio ambiente e a festa do município.

Durante a leitura das mensagens, o presidente foi informado do pedido de licença por 30 dias dos vereadores Osvaldo Cruzetta, a partir do dia 1° de setembro, e do vereador Lucas Librelato, a partir do dia 3 de setembro. Ambos justificaram a licença para tratar de assuntos de interesse particular. No lugar do vereador Osvaldo Cruzetta, assumiu o suplente Lucas Gonçalves, que fez o juramento durante a sessão e já participou das votações.

Letícia de Oliveira/Sul In Foco

Vereadores aprovam doação de terras do Seminário para a Prefeitura

Como destaque na noite, o Projeto de Lei n° 0039/2019 foi votado e aprovado por unanimidade. O projeto autoriza o chefe do poder executivo municipal a receber por doação imóveis de propriedade do Instituto Leonardo Murialdo.

Segundo o projeto a área doada é de aproximadamente cinco hectares. As cláusulas do projeto ainda garantem que o zoneamento da área restante não terá mudanças e permitirá o loteamento, sob pena de R$ 15 milhões caso o acordo seja descumprido. O projeto ainda estabelece que as áreas doadas serão usadas exclusivamente pelo poder público para a implantação de espaços e edificações públicas.

Durante o uso da Tribuna, os vereadores se manifestaram sobre o projeto. Paulo Canever destacou o prazer de ver um acordo entre a Prefeitura e o Instituto Leonardo Murialdo. “É um motivo de prazer, porque depois de um clima ruim que ocorreu entre o Executivo e o Seminário São José, o desfecho está se dando pelo lado bom. Aqui na Câmara fomos contrários ao decreto, que gerou toda essa situação por falta de planejamento do Executivo. O seminário nunca se negou a conversar com o Executivo. Todos nós fomos vitoriosos com a decisão que foi tomada, principalmente por parte do Seminário, que doou sem custo algum para o município”, analisou o vereador.

Letícia de Oliveira/Sul In Foco

O vereador Antônio Dias André falou de como o diálogo entre as partes contribuiu para o acordo. “Importante é o diálogo. Os homens podem discutir, mas dois homens inteligentes fazem uma discussão sadia para se chegar a um acordo. Quero parabenizar a Administração Municipal, aos padres e ao pessoal do Seminário. Da discussão nasce a luz e a luz foi esse acordo entre a administração e os Murialdos. Queremos parabenizar os dois lados”, comenta.

O vereador Hildegart Durigon ainda destacou a atitude do Executivo diante do decreto estabelecido anteriormente. “No Direito a gente diz que é sempre melhor um acordo ruim do que uma disputa judicial. Isso acabou acontecendo e veio ao encontro do interesse do município. A coragem na atitude feita pela Administração Municipal foi fundamental para que se chegasse a esse momento de acordo. Se não tivesse acontecido naquele momento, as coisas não teriam se desenvolvido com o diálogo necessário para esse desfecho. É um momento de conquista para o município de Orleans. Que a paz volte a reinar”, analisou o vereador.

Udir Luiz Pavei, Lucas Librelato e Mirele Debiasi também elogiaram o diálogo e o acordo.

Letícia de Oliveira/Sul In Foco

Conscientização da população para preservação do meio ambiente é destaque durante a sessão

A vereadora Mirele Debiasi usou a tribuna para destacar o trabalho realizado durante o Mutirão de Limpeza do Rio Tubarão realizado durante o domingo (1°). A limpeza contou com voluntários do Movimento Orleans Viva (Move) e caiaqueiros de São Ludgero. Essa foi a segunda ação de limpeza realizada em Orleans.

A vereadora falou como foi realizada. “Fizemos uma limpeza no dia 5 de maio no Rio Tubarão, no trecho da Barra do Rio Novo até o CTG. E no domingo (1°), três meses depois, fizemos a segunda força-tarefa e para nossa triste surpresa tiramos mais lixo do que a primeira vez. Na primeira limpeza tiramos 550 quilos de lixo em seis quilômetros de Rio. No domingo em três quilômetros, tiramos 800 quilos em um caminhão e nesta terça-feira (3) o outro caminhão será pesado. Foram 23 caiaqueiros e voluntários do MOVE, além de professores da Escola Barriga Verde e uma família voluntária. Cerca de 30 pessoas participaram”, contou Mirele.

Letícia de Oliveira/Sul In Foco

A vereadora ainda pediu conscientização das pessoas para com o meio ambiente. Entre os lixos encontrados, 90% era descarte do ser humano. Mirele conta que foram localizados animais mortos em sacos plásticos, máquinas de lavar, máquinas de costura, brinquedos, entre outros lixos jogados no rio ou atrás das residências.

“É uma falta de conscientização da pessoa que joga e que não quer que a gente limpe. Sugeri ao prefeito que seja feito um trabalho de educação nas comunidades ribeirinhas. Usar a vigilância sanitária, a Famor, o Move para passar nas casas e fazer uma educação ambiental com essas pessoas. Falar da importância disso, que o quintal deles é o rio e não um lixo”, comenta Mirele.

A vereadora ainda ressalta que se não houver um cuidado maior com o meio ambiente, o Rio terá mais lixo que água. “É triste ver a situação que o nosso Rio está. Em Orleans temos várias pessoas que trabalham com reciclagem, liguem para essas pessoas e façam o descarte correto. O planeta é um só, e onde não tem água, não tem vida. Daqui há alguns anos vamos achar mais lixo do que água no Rio”, lamentou.

O vereador Lucas Librelato apoiou a vereadora e destacou que é preciso educar, principalmente a população ribeirinha.

Letícia de Oliveira/Sul In Foco

Confira a Ordem do Dia da Sessão desta segunda-feira (2):

PROJETO DE LEI PE Nº 0038/2019 – AUTORIZA O PODER EXECUTIVO A EFETUAR CONCESSÃO DE USO DE UMA ÁREA DE TERRAS PERTENCENTE À MUNICIPALIDADE PARA INSTALAÇÃO DE UM ESTACIONAMENTO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. – Autor(es): Poder Executivo

PROJETO DE LEI PE Nº 0039/2019 – AUTORIZA O CHEFE DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A RECEBER POR DOAÇÃO IMOVEIS QUE ESPECIFICA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. – Autor(es): Poder Executivo

PROJETO DE LEI PE Nº 0040/2019 – ANULA DOTAÇÃO ORÇAMENTARIA E ABRE CREDITO SUPLEMENTAR. – Autor(es): Poder Executivo

PROJETO DE LEI PE Nº 0041/2019 – RATIFICA AS ALTERAÇÕES DO ESTATUTO DO CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE RESIDUOS SÓLIDOS URBANOS DA REGIÃO SUL – CIRSURES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. – Autor(es): Poder Executivo

Confira a Sessão completa no vídeo abaixo:

Notícias Relacionadas

Prefeitura realiza doação de terrenos para empresas e fomenta geração de empregos em Criciúma

Localizadas no Loteamento Industrial Vila Natureza, áreas foram destinadas para duas empresas. Objetivo é a geração de empregos e renda às famílias

Seminário discute desenvolvimento da cadeia leiteira no Sul de Santa Catarina

I Feira do Livro é oficialmente aberta em Orleans

Presidentes das ACIs do Extremo Sul se reúnem para Plenária da Facisc, em Orleans